Um local calmo, onde os sons da natureza se misturam com o barulho da água a correr. Este é o cenário que se pode encontrar no Monte de Paradela, onde o NT acompanhou três resistentes, idealistas até, que há cerca de quatro anos resolveram colocar mãos à obra e mudar a cara ao conhecido monte.

Armando Pinto, Jorge Rodrigues e Amândio Couto são três dos responsáveis pela Associação dos Amigos do Monte de Paradela também conhecido como o Monte dos Pobres.

Limpar, reflorestar e aproveitar a nascente de água para criar uma presa, foram apenas algumas das intervenções levadas a cabo por esta associação criada em 24 de Maio de 2002 através de escritura pública.

Depois de muitas centenas de horas de trabalho, durante centenas de sábado, domingos e feriados o resultado está à vista. Uma extensa área reflorestada com árvores, algumas delas oferecidas por pessoas da Trofa, a colocação de vedação, de bancos e mesas de jardim foram apenas algumas das alterações introduzidas naquele espaço.

Armando Pinto confidenciou ao NT o apoio que tem recebido "temos sido apoiados por muitas empresas e pessoas, não só de Paradela, mas também de todo o concelho. Agradecemos à Câmara Municipal da Trofa, à vereação do Pelouro do Ambiente e sua equipa, à Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado, António Azevedo (Carqueijo), Armindo Campos da Ricajo, à Drogaria Ferreira, Abílio Azevedo e à Urbitrofa. Agradecemos a algumas pessoas, que no seu anonimato, também têm contribuído para que esta obra se vá realizando", frisou.