tulipaO treinador do Trofense Manuel Tulipa, disse hoje querer “conquistar os três pontos” frente à Naval 1º de Maio, domingo na Trofa, em encontro da 18ª jornada da liga portuguesa de futebol

Tulipa considerou que este é “um desafio importante” entre clubes que “nem estão assim muito afastados” e garantiu que o Trofense “só pensa em vencer jogos e conquistar pontos”.

“Todos os jogos vão ser importantes até ao final do campeonato. Este torna-se mais importante porque é contra um adversário que durante bastante tempo esteve numa posição confortável, mas que se perder aqui é mais uma equipa que entra no lote de equipas que luta pelo mesmo objectivo”, disse.

Na habitual conferência de imprensa antes dos jogos, Tulipa falou do último encontro da sua equipa – derrota em Leixões (2-0) – para lembrar que o Trofense “até jogou bem” e criou “muitas oportunidades de golo”, mas teve pela frente um guarda-redes “que esteve em alto nível”.

“Nós queremos ganhar o jogo de amanhã [domingo], mas para isso temos de ter muita segurança, muita concentração, e pôr em prática aquilo que fizemos, essencialmente, no último jogo, que não ganhamos mas mostramos qualidade de jogo”, afirmou.

Reconhecendo a urgência de pontuar, face à actual posição do Trofense na classificação, o técnico adiantou que a conquista de pontos diante da Naval 1º de Maio pode dar “optimismo” e “tranquilidade” à equipa.

Segundo Tulipa, o Trofense “está na luta” pela manutenção: “Estivemos muito tempo na última posição e muitas pessoas já não acreditavam em nós como equipa capaz de lutar por este objectivo de nos mantermos na I Liga. Mas nós estamos na luta”, disse, dando “mérito aos atletas que conseguem lidar com a pressão”.

Já o avançado Lipatin, que esteve afastado dos relvados devido a lesão, descreveu este encontro como “difícil”, mas reforçou que o Trofense “só pensa em vencer”.

O jogador uruguaio recordou que já conhece o técnico da Naval 1º de Maio, Ulisses Morais, lembrando-o como um treinador que gosta de “incentivar muito” os seus atletas.

“Já trabalhei com o treinador Ulisses Morais no Nacional e, pelo que conheço, ele vai mexer muito com os jogadores, incentivando-os, para que eles venham aqui conseguir um bom resultado. Mediante isso sabemos que vai ser um jogo complicado, mas estamos prontos para vencer”, referiu.

De acordo com o uruguaio, o encontro de domingo vai ser “difícil”, porque a Naval 1º de Maio chega à Trofa “ferida” por ter sofrido uma derrota por 4-0 em casa, com o Nacional da Madeira, na 17ª jornada.

O jogo entre o Trofense, 14º e antepenúltimo classificado com 13 pontos, e a Naval 1º Maio, 10ª com 19, realiza-se domingo, a partir das 16:00, na Trofa. Bruno Paixão, de Setúbal, será o juiz da partida.

{flvremote}http://trofa.otos.tv/videos/confe_trofensenaval.flv{/flvremote}