david_caiado David Caiado, encara a saída do Trofense para o Terek Grozni, do campeonato russo de futebol, como “uma aventura” e um “desafio pessoal”.

David Caiado formou-se nas escolas do Sporting – onde chegou a estrear-se na Liga Principal, frente ao Sporting de Braga, a 07 de Janeiro de 2006 -, foi depois emprestado ao Estoril-Praia, da Liga de Honra, e, após rescindir com os “leões”, assinou pelo Trofense no início desta época.

Quinze jogos depois – foi titular apenas em três -, e perante a proposta do clube russo, o avançado diz não ter dúvidas, afirmando-se pronto para abraçar este novo desafio.

“Tenho sido pouco utilizado e, quando surgiu uma proposta do agrado de ambas as partes, aceitei de imediato. Encaro esta mudança de clube e de país como uma aventura”, afirmou David Caiado à Agência Lusa.

O avançado vai jogar no Terek Grozni nas próximas cinco temporadas e deve viajar segunda-feira para Antalya, cidade turca onde os russos estão a estagiar e onde será submetido aos habituais exames médicos.

Questionado sobre que informações tem do campeonato russo, reconheceu não conhecer o país, a cultura ou o futebol praticado, mas adiantou que gosta de “desafios”, dando como exemplo o ex-companheiro no Sporting Danny, jogador do Dínamo de Moscovo e agora presença regular na selecção nacional.

“Cheguei a treinar com o Danny quando estávamos no Sporting. Depois ele foi para a Rússia e provavelmente passou por dificuldades e por uma adaptação, como eu vou passar. Por isso é uma boa referência para mim, até porque está a fazer um bom percurso e até é convocado para a Selecção AA”, disse David Caiado.

Adiantando que ainda não falou com o avançado do Dínamo sobre a sua ida para o Terek Grozni, mas pretende “fazê-lo em breve”, David Caiado espera que, apesar de ficarem “um bocadinho longe”, o facto de “jogar pelo menos duas vezes” contra Danny seja “um factor de estímulo” para si, devido à admiração que tem pelo ex-companheiro no Sporting.

A passagem pelo Trofense foi descrita como “uma experiência enriquecedora”, pois ali conheceu “pessoas magníficas” e viveu “um grande espírito de grupo”.

“Apesar de só ter sido titular três vezes, joguei em 15 jogos e penso que dei o meu contributo. Espero que o clube consiga alcançar o objectivo de se manter na I Liga. Vou continuar atento ao Trofense e vou torcer por todos os meus companheiros”, garantiu.

Segundo fonte do Trofense, o contrato entre os clubes português e russo só será oficializado quando parte do pagamento do passe de David Caiado – cujo valor continua em segredo – der entrada nos cofres do emblema português.

Lusa