Esteve quase para somar o segundo empate consecutivo, mas um golo de Idalécio valeu três pontos para o Trofense consolidar a terceira posição da Liga Vitalis e até aproximar-se do Vizela.

   O Trofense somou, este domingo, o sexto jogo sem perder na Liga Vitalis, ao vencer, intramuros, o Feirense, por duas bolas a uma. A equipa da Trofa esteve a vencer desde cedo, o Feirense reagiu com a igualdade, mas o "gigante" Idalécio resolveu com o seu primeiro golo ao serviço do Trofense, já perto do final do encontro.

A equipa da casa entrou melhor e logo nos minutos iniciais conseguiu inaugurar o marcador, numa boa jogada de Pinheiro, que assistiu Paulo Sérgio e este deixou escapar a oportunidade, mas na recarga Pinheiro não perdoou e bateu o guardião Hélder Godinho.

A ganhar, o Trofense começou desde cedo a segurar o resultado, mas aproximou-se novamente do golo, aos 44 minutos, com um remate de André Barreto à figura do guarda-redes do Feirense. Antes ainda teve que fazer uma substituição forçada, face à lesão de Rui Borges II. Fábio Paim entrou para o lugar do médio e acabaria também por ser substituído, devido a lesão, por Reguila.

Quanto ao único lance de perigo da equipa visitante surgiu já perto do descanso com um remate de Márcio, a passe de André Soares.

No entanto, depois de ter protagonizado a melhor situação de golo da partida, por intermédio de Gabi, o conjunto liderado por Luís Miguel chegou ao tento do empate pelo recém-entrado Barge, aos 64 minutos.

O Feirense contentava-se com o empate, mas o Trofense voltou a dominar a contenda em busca dos três pontos, os quais conseguiu alcançar, com o segundo tento, aos 71 minutos, através de um cabeceamento de Idalécio que respondeu da melhor forma a um cruzamento de Nuno Pinto.

Com este triunfo o Trofense conseguiu segurar o terceiro posto da Liga Vitalis, com 23 pontos, e aproximar-se do Vizela, que empatou a uma bola com o Freamunde. O Gil Vicente continua colado à equipa da Trofa, já que também venceu, por 2-3, o Penafiel.

O Rio Ave assumiu a liderança ao vencer o dérbi com o Varzim, por 0-1. O Beira-Mar e Estoril venceram pelo mesmo score (2-0), o Gondomar e Portimonense, respectivamente, e ocupam o quinto e sexto lugares, com 20 pontos. Já o Penafiel e Portimonense ocupam os lugares de despromoção, com igualdade pontual, oito pontos.

 

António Conceição: "Parece que esta equipa gosta de sofrer"

Embora considere "justa" a vitória alcançada sobre o Feirense o técnico trofense não deixou de enunciar a debilidade que a equipa continua a demonstrar no nível de ansiedade. António Conceição gostou da atitude dos atletas nos primeiros minutos de jogo e que lhe permitiu estar em vantagem, mas não deixou de frisar que esta não fez o que lhe competia, ou seja, dominar na posse de bola e procurar pelo golo da tranquilidade.

Com o empate a equipa mostrou novamente que "parece que gosta de sofrer", já que "em situações de igualdade ou desvantagem, reage de uma forma personalizada e com vontade de dar a volta à situação".

Quanto ao estatuto de candidato à subida, que na opinião do treinador continua a ser atribuído pela comunicação social, Toni referiu que "ficou patente neste jogo com o Feirense que nos falta algo mais para podermos lutar por um objectivo diferente. Não queremos assumir isso, porque estamos cientes das limitações", concluiu.

 

Luís Miguel: "Surpreenderam-nos quando dominávamos o jogo"

O técnico do Feirense não atribuiu, apenas, a vitória ao Trofense. O técnico não deixou de felicitar o…apanha bolas: "ganhou o jogo, porque foi muito rápido a dar a bola ao jogador que ia marcar o canto que resultou no segundo golo do Trofense". Luís Miguel referiu que a sua equipa veio à Trofa "discutir o resultado", apesar de ter consciência de estar frente a frente a "uma excelente equipa", mas acabou por não ter sorte nas "oportunidades flagrantes" que dispôs.

O treinador referiu que o Trofense "tremeu bastante, principalmente na segunda parte", mas conseguiu o mais importante: a vitória. Aquela que, segundo o técmico trocaria pelo jogo da Luz para a Taça de Portugal, porque "o que interessa ao Feirense é o campeonato".

 

Jogo: Estádio Clube Desportivo Trofense

Trofense: Paulo Lopes, Maia (Rui Borges I 69'), Rui Borges II (Fábio Paim 26', Reguila 65'), Pinheiro, Milton do Ó, Edu Souza, Nuno Pinto, Zamorano, Idalécio, Paulo Sérgio e André Barreto

Treinador: António Conceição

Feirense: Hélder Godinho, Luciano, Hélder, Hernani, Jorge Leitão, Márcio, Gabi, Tales (Barge 55'), André Soares (Tó Miguel 55'), Serginho e Jorge Silva (Guima 85')

Treinador: Luís Miguel

Árbitro: Rui Silva, auxiliado por Álvaro Mesquita, Carlos Pereira, e Marco Cardoso

Cartões Amarelos: Jorge Silva (19'), Nuno Pinto (40'), Hernani (58'), Serginho (60'), Idalécio (64') Hélder (73' e 90') e Zamorano (90'+3')

Cartão Vermelho: Hélder (90')

Marcadores: Pinheiro (3'), Barge (65') e Idalécio (71')

 

Resultados 13ª Jornada

Sta Clara 2-3 Desp. Aves

Varzim 0-1 Rio Ave

Trofense 2-1 Feirense

Estoril 2-0 Gondomar

Beira-Mar 2-0 Portimonense

Olhanense 1-1 Fátima

Penafiel 2-3 Gil Vicente

Freamunde 1-1 Vizela

 

Próxima jornada (22-12-2007)

Vizela-Penafiel

Sta Clara-Rio Ave

Portimonense-Estoril

Gil Vicente-Olhanense

Desp. Aves-Freamunde

Feirense-Varzim

Gondomar-Trofense

Fátima-Beira-Mar

 

Classificação

  1. Rio Ave – 26 pontos

  2. Vizela – 24 pontos

  3. Trofense – 23 pontos

  4. Gil Vicente – 23 pontos

  5. Beira-Mar – 20 pontos

  6. Estoril – 20 pontos

  7. Sta Clara – 19 pontos

  8. Varzim – 18 pontos

  9. Freamunde – 18 pontos

  10. Olhanense – 17 pontos

  11. Fátima – 15 pontos

  12. Feirense – 13 pontos

  13. Gondomar – 13 pontos

  14. Desp. Aves – 12 pontos

  15. Penafiel – 8 pontos

  16. Portimonense – 8 pontos