quant
Fique ligado

Desporto

Trofense sai da insolvência

Publicado

em

O processo de insolvência do Clube Desportivo Trofense “foi encerrado”. A informação foi publicada em edital de encerramento de processo, afixado no Tribunal de Santo Tirso, onde se lê que esta decisão “foi determinada por trânsito em julgado da decisão que homologou plano de insolvência”.
Recorde-se que no ano passado, o Clube Desportivo Trofense apresentou um Plano Especial de Recuperação (PER) como alternativa ao processo de insolvência, que foi aprovado pelo Tribunal de Santo Tirso, com os votos contra da empresa Eurico Ferreira e dos jogadores Charles Chad, Milton do Ó e Elvis.
A empresa Eurico Ferreira terá contestado essa decisão, o que terá feito com que os pagamentos aos credores ficassem em suspenso, à exceção da Segurança Social e das Finanças que “estão em dia”, referiu Franco Couto, presidente do Clube Desportivo Trofense.
Segundo Franco Couto, a empresa Eurico Ferreira terá voltado atrás na decisão, tirando o Clube Desportivo Trofense da insolvência e “todos os que têm direito vão receber, obviamente em prestações”, como estabelecido pelo Tribunal. Para o presidente do Clube isto foi possível com “muita dedicação” e com o objetivo de “resolver todos os problemas do Trofense”. Além disso, “o doutor Paulo (Renato) confiou nas suas capacidades e no seu trabalho, deixando-o trabalhar”. “Agradeço à empresa Eurico Ferreira por todo o apoio que tem dado ao Trofense e por este voto de confiança”, frisou.
Com a saída do Clube de insolvência, “cessam todos os efeitos decorrentes da declaração de insolvência, recuperando a devedora o direito de disposição dos seus bens e a livre gestão do negócio”, pode ler-se no edital.
Franco Couto referiu que o Clube vai passar “a ter outra imagem que não tinha”, tornando-se “apetitoso para outros empresários e investidores”. Mesmo de “férias no Algarve”, o presidente garantiu que está “a trabalhar, com a cabeça no Clube e a fazer projetos para que o Clube vá à 1.ª Liga o mais rápido possível, que é o lugar dele”.

Reportagem completa para ler na próxima edição do jornal O Notícias da Trofa, nas bancas a 5 de julho.

Continuar a ler...
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Desporto

Trofense perdeu na deslocação ao Leixões

Publicado

em

Por

O Leixões foi quase sempre melhor do que o Trofense e fez o necessário para marcar até mais do que um golo durante a primeira parte, mas esteve mal na finalização.

O Trofense, que ficou reduzido a 10 jogadores aos 34 minutos, devido à expulsão do seu ‘capitão’, Vasco Rocha, sentiu problemas sempre que o opositor atacou pelos corredores e também deu pouco trabalho à defesa e ao guarda-redes contrário.

Kiki foi o grande motor do ataque leixonense até ao intervalo e logo aos dois minutos cruzou para João Oliveira, que, porém, chegou atrasado e atirou para fora.

A baliza do Trofense voltou a estar em perigo depois de outro cruzamento, este de João Amorim e do flanco direito, aos 10 minutos e com este lance terminou o ascendente inicial do Leixões.

Os visitantes conseguiram depois reagir e lançar alguns ataques promissores, mas por pouco tempo, e foi o Leixões que mais uma vez esteve perto de marcar em duas ocasiões consecutivas aos 15 minutos.

Okitokandjo arranjou tempo e espaço na área leixonense para rematar, assustar Beunardeau e ganhar um canto e, daí até o intervalo, só ‘deu’ Leixões, com Kiki em foco com as suas arrancadas pelo corredor esquerdo e cruzamentos para João Oliveira, que se destacou pela sua desinspiração.

O Trofense melhorou na segunda parte e o Leixões perdeu algum do fulgor exibido no primeiro tempo e tudo ficou mais complicado para a equipa de Matosinhos quando Paulo Alves viu o segundo amarelo aos 53 minutos e foi expulso também.

Publicidade

O treinador leixonense fez três substituições aos 70 minutos, substituiu Kiki, já esgotado pelas suas acelerações e grande mobilidade, por Agostinho aos 82 minutos e foi bem sucedido com as mexidas efetuadas, pois o golo teve a assinatura de duas unidades saídas do banco.

Miguel Ângelo iniciou a jogada do golo, Fabinho prosseguiu-a e Agostinho, natural da Guiné-Bissau, concluiu-a com um golpe de cabeça oportuno, materializando assim o grande investimento que o Leixões efetuara em busca do golo.

Texto Lusa

Continuar a ler...

Desporto

Trofense sem direção aguarda por setembro para criar comissão administrativa

Publicado

em

Por

Apenas 40 sócios marcaram presença na assembleia geral extraordinária do Clube Desportivo Trofense, na noite desta sexta feira, que tinha como ponto a eleição de uma comissão administrativa, depois de Franco Couto ter apresentado a demissão, por motivos pessoais.

A assembleia foi conduzida por José Duarte Gomes, presidente da Assembleia Geral do Clube, apoiado por 2 sócios, uma vez que os secretários da assembleia não compareceram na mesma.

A comissão vai ter como primeira batalha tratar do pagamento dos 4 meses em atraso do RERE (Regime extrajudicial de recuperação de empresas), que foi aprovado em tribunal e que o clube não estará a pagar, segundo informação vinculada na assembleia.

A assembleia terminou sem que alguém demonstra-se interesse em liderar uma comissão administrativa, havendo 5 sócios disponíveis para integrar uma, mas sem a liderar.

Ficou marcada para 2 de setembro nova assembleia com o objetivo de encontrar uma comissão.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);