O Trofense não começou da melhor maneira o campeonato ao perder no reduto do recém-promovido Fátima por 2-0. Neste jogo ficou patente que experiência no plantel não garante cem por cento de sucesso.

Eficácia foi mesmo a palavra-chave do Fátima, que em duas investidas ofensivas conseguiu visar a baliza de Paulo L opes. O resultado foi fixado aos 20 minutos, por intermédio de Samuel e Saleiro. Por seu lado o Trofense, equipa que mais e melhor se reforçou para esta temporada não conseguiu traduzir a experiência de jogadores influentes num resultado positivo.

Aos 13 minutos, Samuel aproveitou uma assistência de Falardo para inaugurar o marcador, enquanto que Saleiro seis minutos depois fez o 2-0, resultado que prevaleceu até ao final.

Para além da desvantagem, o Trofense somou mais uma contrariedade antes do período de descanso, ao ficar reduzido a 10 elementos, por expulsão de André Barreto.

Na etapa complementar, o Fátima aproveitou a superioridade numérica para gerir o jogo e tentar supreender o adversário, que apenas importunou o guarda-redes Pedro Duarte por uma vez, com remate de Pinheiro.

Para a próxima jornada o Trofense, recebe o Gil Vicente, num jogo que está marcado para as 16 horas, de domingo.