O treinador do Nacional da Madeira, Manuel Machado, mostrou-se hoje satisfeito pela vitória (2-1) conquistada na Trofa, que garante o quarto lugar no campeonato à passagem da 24º jornada da Liga portuguesa de futebol.

manuelmachadoManuel Machado falou em “lugar europeu” e considerou o resultado “justo”, apesar de reconhecer que “o Trofense criou dificuldades”.

“Fizemos uma primeira parte muito boa. Fizemos o 2-0 e podíamos ter marcado mais um ou dois. Na segunda parte, a minha equipa sofreu um pouco porque se encolheu perante o ímpeto atacante do Trofense”,analisou o técnico dos madeirenses.

Questionado sobre se pensa conseguir alcançar o terceiro lugar, Manuel Machado disse que em Portugal esse lugar está tradicionalmente vedado a clubes da dimensão do Nacional da Madeira.

“Não vamos criar situações que, em Portugal, são muito pontuais. Muito raramente um clube com a dimensão do Nacional consegue ocupar um lugar que é tradicionalmente dos três grandes”, observou.

Quanto à luta por um lugar europeu, Manuel Machado considerou que é “possível” pensar nisso: “Fizemos 35 pontos na primeira volta e tentar dobrar essa marca é o objectivo para garantir uma qualificação europeia”, concluiu o técnico madeirense.

O técnico do Trofense, Tulipa, considerou que a derrota é “pesada” para os seus jogadores, vincando que o objectivo de ficar na Liga tulipa-trofense-nacionalprincipal “ainda não está perdido”.

“A minha equipa não devia sair daqui penalizada com uma derrota, mas é nos pequenos pormenores que nos vamos fortalecer para conseguir o nosso objectivo. Queremos e vamos conseguir ficar nesta liga porque o clube merece. Não se podem tratar mal os clubes novos e cumpridores”, defendeu.

A arbitragem também foi analisada por Tulipa, que recebeu ordem de expulsão aos 91 minutos, por protestos na sequência de um golo anulado a Charles Chad (88 minutos) que daria o empate ao Trofense.

“Sentimos que houve dualidade de critérios. Temos de dar condições para que as três equipas não sejam pressionadas dentro de campo. Pareceu-nos que o árbitro estava muito nervoso”, disse Tulipa.

 {flv}tulipa-trofense-nacional{/flv}