O Portimonense não veio à Trofa com o intuito de facilitar frente ao líder. Pelo contrário, os algarvios foram sempre mais clarividentes no ataque. O Trofense apenas conseguiu importunar na segunda parte e chegar ao golo já perto do fim, na sequência de uma grande penalidade.

   O Trofense isolou-se no comando da Liga Vitalis ao vencer o Portimonense, por uma bola a zero, na última jornada da primeira volta. A equipa liderada por Toni aproveitou da melhor maneira os deslizes dos principais opositores para reforçar a liderança e distanciar-se.

No entanto, o resultado foi muito melhor que a exibição. Os atletas trofenses quase não importunaram os alvi-negros na primeira parte e chegaram ao golo a partir de uma grande penalidade já perto do final da partida.

Apesar de ocupar o último lugar da Honra, o Portimonense não veio à Trofa com o intuito de facilitar frente ao líder. Pelo contrário, os algarvios foram sempre mais clarividentes no ataque e começaram logo por deixar claro que queriam levar pontos para o Sul, aos 7 minutos, e por intermédio do ex-trofense Miguel Ângelo. Na sequência de um pontapé livre o central, sem oposição, rematou ao lado da baliza de Paulo Lopes.

Sem impor o seu modelo ofensivo, o Trofense só criou perigo aos 20 minutos, num cabeceamento se Valdomiro que saiu por cima do travessão.

A etapa complementar foi bem mais interessante e com mais lances de golo. O Portimonense liderou nas oportunidades, mas Paulo Lopes foi um dos protagonistas da tarde, ao evitar o golo do adversário, com intervenções de grande qualidade.

Nuno André foi o primeiro a testar os reflexos do guardião da Trofa, na sequência de um pontapé livre, que Lopes desviou para o poste. O guarda-redes viria novamente a ser decisivo ao evitar o chapéu de Diogo, quando todo o banco alvi-negro festejava golo.

As oportunidades do Trofense foram escassas, registando-se apenas um remate de Pinheiro, aos 66 minutos, que Mário Felgueiras desviou para canto.

O golo que trouxe a liderança aos homens de Toni surgiu aos 85 minutos e na conversão de uma grande penalidade a sancionar mão na bola de Miguel Ângelo. Pinheiro, chamado a converter não desperdiçou, fixando desta forma o resultado positivo para os trofenses.

 

Vítor Pontes: "Há pessoas que estão a mais no futebol"

Bastante insatisfeito com a exibição da equipa de arbitragem, Vítor Pontes, foi peremptório em afirmar que a derrota na Trofa foi "indigna e injusta", acrescentando que deixou o balneário "com os jogadores a chorarem". Apesar de não enunciar nomes "para não ser castigado", o técnico acusou que "pessoas no futebol português que não nos deixam sair de lá de baixo e estão a mais no futebol", desabafando que "não é de admirar que os estádios estejam vazios".

 

António Conceição: "A nossa filosofia continua na manutenção, sem euforias"

Apesar de satisfeito com o resultado, António Conceição não deixou de criticar alguns períodos negativos do Trofense, que se explicam devido "ao mérito do adversário" que apresentou muito bom futebol e "mostrou hoje que não merece estar nesta situação (é "lanterna vermelha" da Liga Vitalis com 9 pontos) e que tem hipóteses para lutar contra a descida".

Novamente questionado sobre a subida, o técnico manteve o mesmo discurso cauteloso. "Ainda não somos campeões de nada. A equipa mostrou hoje que precisa de melhorar alguns aspectos e até me podem chamar pouco ambicioso, mas prefiro assim. Definimos uma meta no início do campeonato, que era fazer um jogo após outro e garantir a manutenção, e a nossa filosofia continua a ser essa, sem euforias".

 

Jogo: Estádio Clube Desportivo Trofense

Trofense: Paulo Lopes, Zamorano, Valdomiro, Milton do Ó, Nuno Pinto, Pinheiro (Edu 89'), André Barreto, Fábio Paim, Edu Souza, Rui Borges I (Reguila 54') e Paulo Sérgio (Kazeem 63').
Portimonense: Mário Felgueiras, Ricardo Pessoa, Nuno André, Miguel Ângelo, Emídio Rafael (Mamadou 90'), Nuno Coelho, Diogo, Tchomogo, Rafael Freitas (Gonzalo 86'), Tarantini e Paulo Sérgio (Maxi Bevacqua 75').
Árbitro: João Ferreira, auxiliado por
Cartões amarelos: Paulo Sérgio (20'), Emídio Rafael (31'), Kazeem (69'), Rafael Freitas (80') e Miguel Ângelo (84').
Marcador: Pinheiro (85' g.p.)

Resultado ao intervalo: 0-0

Resultado final: 1-0

 

Resultados 15ª jornada

Beira-mar 0-0 Gil Vicente

Olhanense 1-0 Vizela

Trofense 1-0 Portimonense

Estoril 2-2 Fátima

Freamunde 3-1 Santa Clara

Penafiel 2-2 Desp. Aves

Rio Ave 0-1 Feirense

Varzim 2-3 Gondomar

 

Próxima jornada (13-01-2008)

Beira-Mar-Vizela

Penafiel-Freamunde

Olhanense-Desp. Aves

Estoril-Gil Vicente

Trofense-Fátima

Feirense-Santa Clara

Rio Ave-Gondomar

Varzim-Portimonense

 

Classificação

  1. Trofense – 29 pontos

  2. Rio Ave – 26 pontos

  3. Vizela – 25 pontos

  4. Gil Vicente – 25 pontos

  5. Estoril – 22 pontos

  6. Beira-Mar – 22 pontos

  7. Santa Clara – 22 pontos

  8. Freamunde – 21 pontos

  9. Olhanense – 21 pontos

  10. Feirense – 19 pontos

  11. Varzim – 18 pontos

  12. Fátima – 17 pontos

  13. Desp. Aves – 16 pontos

  14. Gondomar – 16 pontos

  15. Penafiel – 10 pontos

  16. Portimonense – 9 pontos