O Trofense impôs hoje um empate 0-0 ao Sporting, em jogo da 16ª jornada, que impediu o clube lisboeta de se isolar na liderança da Liga portuguesa de futebol.

Depois da vitória na recepção ao Benfica (2-0), à 13ª jornada, e do empate (0-0) no Estádio do Dragão, à 14ª ronda, o Trofense voltou a travar um dos candidatos ao título.

O Sporting entrou melhor na partida, abrindo espaços na defesa do Trofense e aproveitando bem a ansiedade da equipa da casa, que raramente criou perigo durante a primeira parte. 

Aos 15 minutos, Derlei chegou a introduzir a bola na baliza de Paulo Lopes, mas o juiz da partida – Nuno Campos, quarto árbitro, que substituiu João Ferreira, lesionado pouco antes do início do jogo – já tinha assinalado fora-de-jogo ao avançado brasileiro.

O primeiro lance de perigo desenhado pela equipa da Trofa surgiu aos 23 minutos, por intermédio de Reguila, que cabeceou, após passe de Tiago Pinto, mas Carriço aliviou.

A resposta dos “leões” surgiu três minutos depois, aos 26, com uma bola enviada à trave por Liedson, após canto de Vukcevic.

Antes do intervalo, destaque para as tentativas de Vukcevic, que procurou o golo aos 38, 44 e 45 minutos: a barra e o guardião trofense negaram o golo merecido ao médio montenegrino.

No início da segunda parte só o Sporting procurou o ataque e o lance de maior perigo aconteceu aos 48 minutos, na sequência de um grande remate de Vukcevic de fora da área, que Paulo Lopes susteve com uma grande defesa.

Aos 50 minutos, foi de novo anulado um golo aos sportinguistas. A jogada começou em Vukcevic, passou pela cabeça de Liedson e terminou com o toque de Izmailov, mas o árbitro considerou que o médio russo estava em posição irregular.

Pouco depois, aos 60 minutos, foi a vez de o Trofense reclamar as decisões de Nuno Campos, depois de Hélder Barbosa ter caído na grande área “leonina” em luta com Abel, mas o árbitro nada assinalou.

A equipa orientada por Paulo Bento continuou a dominar a partida, com Liedson a mostrar-se inconformado com o “nulo” no marcador.

Depois de um remate ao lado aos 62 minutos, aos 69, na sequência de um livre cobrado por Rochemback, o brasileiro esteve muito perto de marcar, mas valeu à equipa da casa a atenção do seu guardião.

Até ao apito final, os visitantes tiveram várias oportunidades de chegar a vantagem, com destaque para as tentativas do capitão João Moutinho (79 e 81 minutos), Rochemback (86 e 93) e de Hélder Postiga (91), que substituiu Liedson aos 75, devido a lesão do brasileiro.

Do outro lado, num lance que começou numa perda de bola de Hélder Postiga, Pinheiro correu metade do campo e passou a Charles Chad, que desperdiçou, deixando Abel antecipar-se e atirar para canto (87). 

Jogo no estádio do CD Trofense, na Trofa.

Trofense – Sporting, 0-0.

Equipas:

– Trofense: Paulo Lopes, Varela, Miguel Ângelo, Valdomiro, Areias, Milton do Ó, Hugo Leal, Delfim (Pinheiro, 71), Tiago Pinto, Hélder Barbosa (Charles Chad, 84) e Reguila (Dagil, 90).

(Suplentes Marco, Charles Chad, Pinheiro, Dagil, Edú Souza, Zamorano e David Caiado).

– Sporting: Rui Patrício, Abel, Daniel Carriço (Romagnoli, 82), Anderson Polga, Marco Caneira, Rochemback, Izmailov, João Moutinho, Vukcevic, Liedson (Hélder Postiga, 74) e Derlei.

(Suplentes: Tiago, Pedro Silva, Adrien, Tonel, Grimi, Hélder Postiga e Romagnoli).

Árbitro: Nuno Campos (Setúbal).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Miguel Ângelo (72).

Assistência: 4.820 espectadores.