"O futuro começa hoje". Parafraseando o slogan do Clube Desportivo Trofense, António Conceição (Toni), novo treinador do emblema da Trofa, na conferencia de imprensa de apresentação aos jornalistas, prometeu empenho para a concretização do objectivo principal: garantir rapidamente a manutenção na Liga Vitalis.

Em conferência de imprensa realizada esta terça-feira, o presidente da direcção trofense, Rui Silva, afirmou que, apesar dos órgãos de comunicação avançarem com vários nomes de técnicos que poderiam suceder a Daniel Ramos, Toni foi sempre a sua "primeira e única escolha".

O treinador, que fez sucesso no Estrela da Amadora na época de 2005/2006 e que no início desta temporada Antonio Conceição(Toni) é o novo treinador comandava o Vitória de Setúbal, vinculou-se ao Trofense por uma época, "com probabilidade de se prolongar por 3 anos, duração do projecto apresentado" e terá como técnico adjunto Luís Baltazar. "É um projecto ambicioso e que pode dar projecção ao clube, que se quer afirmar no panorama do futebol português", afirmou o técnico.

Toni explicou ainda que a tomada de decisão para aceitar o convite endereçado pela direcção do Trofense não foi fácil: "recentemente tinha perspectivado para a minha carreira continuar a trabalhar na Liga Bwin, daí o impasse nos últimos dias antes de dar a resposta. De qualquer maneira, a persistência de Rui Silva em garantir a minha presença neste projecto agradou-me e é com grande prazer que o integro, esperando não defraudar nem desiludir ninguém".

Por seu lado Rui Silva aproveitou ainda para desmistificar o que tem vindo a público relativamente ao objectivo de subir de divisão: "o nosso projecto é consistente e tem duração de 3 anos. Não queremos precipitações nem euforias, por isso o nosso objectivo será sempre a manutenção e consegui-la o mais rapidamente possível para evitar grandes sobressaltos como sucedeu na época anterior". O presidente garantiu que as contratações de um treinador que já tem experiência na primeira liga, assim como alguns jogadores, apenas foram feitas para "aumentar a qualidade técnica e futebolística e proporcionar bom futebol para que as pessoas da Trofa sintam cada vez mais orgulho do clube".

Além de apresentar o novo treinador para esta época, Rui Silva anunciou os novos reforços para a nova temporada e não deixou de parte a possibilidade de contratar mais alguns atletas durante o defeso.

Bessa e Paulo Sousa, que na época passada representavam o Boavista, foram dispensados pelo clube e assinaram contrato com o Trofense. Pinheiro (ex-Belenenses), Rui Borges (ex-Bragança), Edu Sousa (ex-Nelas) e Cascavel (ex-Vila Meã) são os restantes reforços que farão parte das escolhas de Toni.

De regresso ao clube da Trofa, estão Leonardo (ex-Pedras Rubras), Rios (ex-Ribeirão) e Zé Miguel (ex-Bougadense), atletas provenientes da formação do Trofense, e Hélder Neto (ex-Maria da Fonte) que foi emprestado durante o mercado de Inverno. Da época anterior transitam os guarda-redes Vitor e Marco, os defesas Maia e Idalécio, os médios Kika e Edu e os avançados Vitor Hugo, Reguila e Chico.

Já com um grupo de dezanove atletas, Toni explicou que "este campeonato é bastante competitivo e difícil, pelo que há necessidade procurar equilibrar a equipa com uma mescla de jogadores experientes na primeira e segunda liga e jogadores jovens".

Na opinião de Toni, as condições de trabalho oferecidas pela direcção, garantem uma estabilidade, que hoje em dia é raro encontrar no futebol português e que facilitará a garantia de resultados.

 

Época começa a 2 de Julho

O Trofense começa a preparar a nova temporada já a 2 de Julho, com os habituais exames médicos, que se estenderão ao dia seguinte. Toni começará a treinar no dia 4 e já está agendado um estágio de pré-temporada em Rio Maior, entre os dias 15 e 21 do mesmo mês.

O clube trofense está também a efectuar contactos no sentido de encontrar um espaço destinado aos trabalhos do plantel na primeira quinzena para precaver a possibilidade do relvado do estádio, que está em reparações, ainda não estar disponível.