A Direcção do Trofense assume que tem um "projecto sustentado, bem organizado e ambicioso", pelo que confia "plenamente" que em 2008/09 vai ser "a sensação da Liga de futebol", um dia depois de ter garantido matematicamente a subida.

    Pela primeira vez na história a competir entre os "grandes" de Portugal, o clube nortenho não tem dúvidas que chegou à Liga "para vencer": "Não é bilhete de ida e volta. Vamos ser a equipa sensação da Liga em 2008/09".

    As declarações foram feitas pelo vice-presidente Armando Martins, dirigente do clube desde 1972 e um dos obreiros do sucesso: "Temos uma estrutura unida e competente, que começa no topo da pirâmide, no presidente, passando pela restante direcção, equipa técnica e plantel, inexcedíveis no trabalho para este êxito".

    "Não tememos as responsabilidades, pois vão ser iguais. Esta realidade já estava prevista, apenas a antecipámos em dois anos. É extraordinário termos chegado à Liga na época a seguir a termos atingido as competições profissionais. Melhor, impossível", acrescentou.

    Com a serenidade de "muitos anos de futebol", Armando Martins confia que na próxima temporada o Trofense "vai fazer um campeonato tranquilo e discutir cada jogo".

    "Somos ambiciosos, mas temos noção das nossas capacidades e potencialidades. Cada um dá o melhor de si em prol do grupo e isso faz a diferença. Os jogadores dizem mesmo que, em termos globais, somos já o quarto clube `grande´ em Portugal, pois cumprimos com todas as nossas responsabilidades. Somos diferentes na nossa forma de ser e de estar", frisou.

    Uma vez que a "estabilidade" é para o Trofense um dos factores chave do sucesso, o dirigente admitiu que o clube pretende a continuidade do treinador António Conceição (termina contrato no final da época), com quem espera começar a delinear os retoques no plantel para a próxima época.

    "Temos um plantel com uma experiência extraordinária, que deu tudo em prol do objectivo. A equipa técnica também é excepcional, pelo que estão reunidas as condições para manter esta receita de sucesso", disse o dirigente.

    A renovação das infra-estruturas também vai ser feita, com o estádio a ver ampliada a sua capacidade em cerca de 1.500 lugares até uma lotação de 5.000 a 5.300: hoje mesmo começaram obras na bancada "vip" para melhorar as condições dos adeptos e da comunicação social.

    O Trofense espera ainda "duplicar" os seus cerca de 3.500 sócios.