Está constituída a Sociedade Anónima Desportiva do Clube Desportivo Trofense. A SAD foi oficializada em julho e tem como presidente do conselho de administração João Tomás, que ocupou o cargo de diretor desportivo na época passada. Bárbara Almeida é a vice-presidente e Mário Santos o vogal não executivo. O mandato tem a duração de três anos, terminando a 30 de junho de 2024.
A constituição da SAD resultou do aumento de capital em 200 mil euros, 199.700 dos quais injetados pela Efusivignition – SGPS, Unipessoal, Lda, detida pela International Foot e gerida por Bárbara Almeida, e os restantes pelos elementos do conselho de administração.
Recorde-se que a constituição da SAD foi aprovada pelos sócios do CD Trofense, em sede de assembleia-geral, a 8 de janeiro de 2020, na qual, dos cerca de cem sócios presentes, apenas um votou contra e outro absteve-se.
Entretanto, o clube vai a votos. O presidente da mesa da Assembleia-Geral, Paulo Renato Reis, convocou os sócios para reunirem a 30 de julho, no auditório do Fórum Trofa XXI, no Parque Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro, para eleger os novos órgãos sociais.
Paulo Renato Reis explicou ao NT que, apesar de a direção de Franco Couto ter sido eleita o ano passado e de o mandato ser de dois anos, houve, “no final da época”, demissão de “alguns elementos” e que, “face à ausência de quórum, foi necessário marcar novas eleições”.
As listas candidatas aos órgãos sociais devem ser entregues na secretaria do clube até 15 dias antes da assembleia-geral e o ato eleitoral decorre entre as 20h30 e as 22h00 de 30 de junho, no qual só será permitida “a participação de sócios do clube com as quotas em dia” e com idade igual ou superior a 15 anos e que tenham completado, pelo menos três meses de associado.
Segue-se, no mesmo dia, a tomada de posse e um período para a discussão de assuntos de interesse para o clube.
“O local da votação encontrar-se-á devidamente preparado e o ato eleitoral decorrerá de acordo com as orientações da Direção-Geral da Saúde, adotando o Clube as medidas já indicadas pelas Autoridades de Saúde Locais. É obrigatório, no interior do recinto, o uso de máscara, bem como, e também no seu exterior, o respeito pelas regras de distanciamento social e a proibição de aglomerados de associados. Cada eleitor deverá ser portador de esferográfica própria”, pode ainda ler-se na convocatória.

Equipa arranca na Taça da Liga no dia 24

Já a trabalhar em velocidade cruzeiro, a equipa sénior já sabe a data do primeiro jogo a valer. Na Trofa, a primeira eliminatória da Taça da Liga joga-se no dia 24 de julho, às 17h00. Pela frente, a formação treinada por Rui Duarte terá o SC Covilhã, com quem até já fez um jogo treino em Fornos de Algodres, onde está a estagiar desde domingo.
Caso vença, o Trofense defronta o vencedor do jogo entre o Mafra e o Belenenses SAD, em partida marcada para as 18h00 de 31 de julho.
O campeonato da 2.ª Liga começa com o Trofense a deslocar-se ao reduto do FC Porto B. O regresso da competição à Trofa acontece na segunda ronda e com a equipa a receber o Estrela da Amadora, à qual venceu na final do Campeonato de Portugal, na temporada anterior.
SL Benfica, Penafiel e Casa Pia são os adversários seguintes até à 5.ª jornada. O equipa do Rio Ave, que desceu da 1.ª Liga, vem à Trofa na 11.ª jornada e o Varzim recebe a formação treinada por Rui Duarte na 14.ª ronda.
Apesar de a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) ter anunciado que as competições profissionais terão a possibilidade de ter 33 por cento da lotação dos estádios, a situação epidemiológica do concelho, a continuar, poderá impedir que o CD Trofense possa voltar a receber adeptos no primeiro jogo oficial. Recorde-se que a Trofa está no nível elevado de risco de contágio e que uma das medidas decretadas é a ausência de público nos espetáculos desportivos.