O Rio Ave viveu hoje uma das jornadas mais angustiantes da Liga de Honra de Futebol, ao ter que esperar até aos 85 minutos para empatar em Santa Maria da Feira e regressar ao escalão maior do futebol português.

trofensecanpeoes.jpgNum dia em que o Trofense garantiu o título de campeão, faltava conhecer qual a segunda equipa a subir à Liga principal, numa luta que ainda envolvia Rio Ave, que tinha melhores hipóteses face à tabela classificativa, e o Vizela.

    A tarde começou, no entanto, de feição para a equipa das Caldas de Vizela, que praticamente esperava um milagre para voltar à elite do futebol português, 23 anos depois da sua única presença, na época de 1984/85.

    O sonho, mais tarde arruinado com o golo do empate do Rio Ave, começou cedo a ganhar contornos, com o Vizela a fazer o que lhe competia: vencer em casa o Olhanense (3-1), num jogo em que chegou a ter uma vantagem de três golos.

    O cenário mais improvável de todos parecia assim ganhar fôlego, mas o Rio Ave teve em Evandro o herói da tarde – senão do próprio campeonato -, quando o avançado brasileiro igualou frente ao Feirense (1-1) e deu o ponto necessário aos vilacondenses.

    Uma igualdade pontual com o Vizela beneficiaria sempre, devido ao confronto directo, a equipa de Caldas de Vizela, e, por isso, era imperativo que o Rio Ave conseguisse mais um ponto na classificação para regressar à Liga principal.

    "Um golo que valeu por uma época inteira", foi assim que Evandro definiu no final o seu estado de espírito, depois de uma época em que foi totalista em todos os jogos e ainda efectuou mais 120 minutos na Taça de Portugal.

    Com 34 anos o jogador regressa à Liga, dois anos depois da descida do Rio Ave e num dia em que o "fantasma de uma não subida" parecia novamente pairar, já que na última temporada a equipa falhou "in extremis" o acesso ao escalão maior.

    O dia foi ainda de festa para o Trofense, que no último de fim-de-semana já garantira a subida e a futura estreia absoluta na Liga, mas hoje juntou a esse feito o título de campeão, apesar da igualdade a 2-2 em Portimão.

    O Trofense termina a Liga de Honra com 52 pontos, seguido de Rio Ave, com 51, e de Vizela e Gil Vicente, ambos com 50.

    A descida à II Divisão já estava definida à partida para esta jornada, com os dois últimos lugares ocupados por Penafiel e Fátima, equipas que hoje tiveram sortes diferentes: triunfo fora dos penafidelenses (2-1 ao Aves) e derrota em casa do Fátima (0-1 com Estoril-Praia).

   

    RPM.

    Lusa/fim