Autarquia trofense lançou site sobre Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos.

Riscostrofa.com é o mais recente projeto online da Câmara Municipal da Trofa. Esta página web já está disponível e surge na sequência de uma candidatura autárquica ao Eixo Prioritário III – Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial – Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos – ações imateriais com a designação de Sistema de Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos do Concelho da Trofa.

Através deste sistema “será possível dinamizar os Clubes de Proteção Civil, disponibilizar informação em rede, desenvolver uma cultura de segurança e prevenção, promover uma cidadania ativa, identificar riscos e promover atitudes adequadas em situações de emergência”, explicou fonte da autarquia.

O Sistema de Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos do concelh “engloba dois tipos de operações: a Elaboração de um estudo cartográfico de riscos naturais e tecnológicos, o qual contempla a avaliação da suscetibilidade, perigosidade, vulnerabilidade da área do concelho e a criação de um Plano de Sensibilização para a Prevenção de Riscos Naturais e Tecnológicos”, explanou a mesma fonte.

Este sistema tem como objetivos “a avaliação da possibilidade de ocorrência de um fenómeno perigoso, num determinado período de tempo e numa dada área, a avaliação da vulnerabilidade a um perigo de determinada magnitude, a criação de instrumentos de âmbito municipal, destinados a suprir as lacunas existentes tanto na área da proteção civil bem como do ordenamento do território”.

Paralelamente, com este projeto, a autarquia quer “educar para a prevenção, promovendo atitudes adequadas em situações de emergência, bem como fazer o enquadramento da comunidade escolar enquanto agente ativo de um desenvolvimento equilibrado e sustentável da região”.

 

Este projeto vai implicar a elaboração de um plano de caracterização multirriscos da rede viária municipal, que possa vir a resultar num instrumento de planeamento, de prevenção e de operacionalização, que vá de encontro à Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária e que permita a própria elaboração do Plano Municipal de Segurança Rodoviária.

“O município da Trofa tem apostado numa política de Proteção Civil orientada para a segurança de pessoas e de bens, prevenindo os riscos naturais ou provocados pela ação humana. No sentido de incrementar o conhecimento e ação pró-ativa junto da população acerca do tema da Proteção Civil, com especial enfoque nos riscos naturais e tecnológicos, a Câmara Municipal da Trofa vai implementar uma ação de informação e sensibilização junto de diversos públicos-alvo”, anunciou fonte da autarquia.

A candidatura apresentada pela Câmara Municipal da Trofa, com um custo total elegível de 284.389 euros, até ao montante máximo de 199.072 euros de comparticipação pelo FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), corresponde a uma taxa de cofinanciamento de 70 por cento do custo total elegível da operação.

{fcomment}