O trabalho de Eduardo da Costa Teixeira Pinto vai estar exposto na Casa da Cultura da Trofa até ao dia 25 de junho. Exposição conta com quase 40 fotografias.

“O prazer de fotografar” vai estar em exposição até 25 de junho, na Casa da Cultura da Trofa. A exposição de fotografia de Eduardo da Costa Teixeira Pinto foi  inaugurada este sábado, 4 de junho.

Durante a cerimónia, o vereador da Cultura da Câmara Municipal da Trofa, Assis Serra Neves, elogiou a obra do fotógrafo amarantino, salientando que “surge sempre dotada de um olhar poético sobre a realidade”, o que faz deste autor “um dos fotógrafos mais premiados e reconhecidos do século XX, com fotografias que retratam a sociedade dos anos 50, 60 e 70 em Portugal”.

A exposição engloba uma seleção de 38 fotografias, premiadas a nível nacional e internacional.

Eduardo da Costa Teixeira Pinto faleceu em janeiro de 2009, deixando um espólio fotográfico de valor incalculável, tendo sido igualmente publicado o livro “Eduardo Teixeira Pinto – A Poética da Imagem”, onde constam cerca de 230 fotografias agrupadas por temáticas, o Rio, A Nossa Terra, A Nossa Gente, As Festas e Outros Olhares.

O artista de Amarante começou a tirar as suas primeiras fotografias profissionais em 1950, tornando-se expositor desde 1953 em vários salões de fotografia em todo o mundo. Com fotografias como “Rodopio”, “Igreja de S. Gonçalo”, “De Regresso”, “Tema de Pintores” e “Matinal”, obteve inúmeros prémios em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente o Grande Prémio de Camões em 1960.

{fcomment}