Projecto “Sexto Sentido”, a Loja Social e o projecto “Semente” são alguns dos projectos da autarquia que têm centrado as suas acções na área da solidariedade social, com a prestação de apoios de vários âmbitos, dirigidos aos trofenses com maiores dificuldades.

 No âmbito de uma candidatura ao Programa Operacional do Potencial Humano, a Câmara Municipal da Trofa e o núcleo da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa assinaram um protocolo de cooperação para o desenvolvimento do Projecto “Sexto Sentido”. O projecto é destinado a mulheres desempregadas ou beneficiárias do Rendimento Social de Inserção, com o objectivo de promover o seu desenvolvimento integrado e sustentado com vista à integração sócio profissional.

Em nota enviada à imprensa, a autarquia esclarece que com este projecto “são promovidas as competências relacionadas com a procura activa de emprego, bem como as relacionadas com a imagem e cuidado pessoal, gestão doméstica, educação, saúde e cidadania”.

Para o efeito a autarquia trofense disponibiliza técnicos especializados para promover acções de formação junto das participantes, apostando em temas de interesse para as mesmas, ajudando-as a enfrentar melhor a situação de desemprego em que muitas se encontram e, por outro lado, estimular a participação activa, incentivando-as à partilha de conhecimentos.

 

“Semente” ajuda famílias vulneráveis

 

Com o objectivo de “garantir o acesso a uma cidadania plena a todos os munícipes em situação de vulnerabilidade socioeconómica”, a autarquia vai criar um Banco de Recursos – A Semente, para ajudar as famílias vulneráveis do concelho.

A implementação deste projecto, segundo comunicado enviado pela autarquia, “surge como uma resposta social obrigatória para a concretização dos desafios crescentes da actual conjuntura socioeconómica. Assim este Banco de Recursos surge como um complemento aos serviços prestados pelos agentes dinamizadores do concelho”.

Com este projecto, a autarquia pretende “responder às necessidades das famílias com maior vulnerabilidade económica, propondo-se à melhoria das condições de vida através da atribuição de bens de grande necessidade, como géneros alimentares, ajudas técnicas, têxteis e vestuário, equipamento doméstico e mobiliário”.

A Semente vai incentivar o contacto da autarquia com algumas instituições do concelho, como a Santa Casa da Misericórdia da Trofa, a Cruz Vermelha Portuguesa – Núcleo da Trofa, o Lions Clube da Trofa e o Rotary Clube da Trofa.

Ainda segundo o comunicado, esta valência “surge como uma medida de política social direccionada, sendo um espaço privilegiado de manifestação e interpretação diagnosticada das necessidades e dos problemas da população, problemas que pela sua natureza dimensional persistente, exigem uma intervenção continuada e global, privilegiando as famílias em dificuldade, actuando na prevenção e resolução de problemas geradores ou gerados por situações de exclusão”.

 

Loja Social da Trofa com maior afluência em 2008

 

Projecto pioneiro em Portugal, a Loja Social da Trofa, criada em 2005, registou até Dezembro de 2008 um total de 5259 atendimentos a utentes/famílias do concelho da Trofa, revelando um crescimento significativo em 2008 relativamente aos anos anteriores.

A Loja Social nasceu de uma parceria entre cinco instituições com intervenção na área social e, além da Câmara Municipal da Trofa, fazem parte deste projecto ainda as associações Segurança Social, Santa Casa da Misericórdia da Trofa, a Delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa e a ASAS – Associação de Solidariedade e Acção Social.

Trata-se de um espaço único de atendimento personalizado que permitiu a uniformização de todo o procedimento de Acção Social, onde os utentes podem tratar de todos os assuntos relacionados com a área social e obter as respostas mais adequadas aos problemas sociais vivenciados pelos utentes.