O pavilhão desportivo de S. Romão do Coronado foi palco da fase final do campeonato nacional de basquetebol de sub-14. Vigorosa e autarquia da Trofa colaboraram na organização e mereceram elogios.

As melhores equipas de Portugal em basquetebol no escalão de sub-14 mostraram os seus dotes e proporcionaram jogos, verdadeiramente, emocionantes na final do campeonato nacional. A Trofa foi o local escolhido para acolher a prova que se realizou no fim-de-semana, num pavilhão desportivo de S. Romão do Coronado repleto de espetadores.

O apoio vindo dos pais e amigos dos atletas era diretamente proporcional ao barulho ensurdecedor dos pés a baterem na plataforma das bancadas, possibilitando um ambiente digno de uma final entre equipas profissionais.

O Maia Basket Clube “roubou” o título ao Futebol Clube do Porto e o troféu continuou no Norte, para orgulho da Associação de Basquetebol do Porto (ABP). O presidente, António Belém, viu as provas “com muita alegria”, elogiando a qualidade do torneio e da organização, que contou com a colaboração da autarquia trofense e da Associação Cultural e Recreativa Vigorosa. “Terminámos a época desportiva com este evento, que faz parte do calendário nacional. Escolhemos a Trofa para o acolher, porque temos aqui um clube filiado na ABP, que é a Vigorosa e que nos últimos anos tem trabalhado muito bem. Foi uma forma de lhes prestar alguma homenagem e motivar os jovens atletas a continuarem a praticar basquetebol e a serem bons desportistas”, frisou.

Para Paulo Queirós, da Vigorosa, o sucesso da prova “é a demonstração de que é possível organizar evento como estes na Trofa”. “É importante realçar o elevado número de pessoas que estiveram a assistir aos jogos, a qualidade de muitos dos jogos e o desportivismo que reinou do início ao fim do torneio. Aqui estiveram as seis melhores equipas de basquetebol neste escalão e a modalidade saiu, mais uma vez, prestigiada”, afiançou.

O porta-voz da associação espera que esta seja “uma das muitas finais organizadas na Trofa” e que “para a próxima, a associação esteja representada desportivamente”.

“Apesar de todas as dificuldades que temos sentido ao longo da época, penso que isto vem dar ânimo para o próximo ano e para as organizações futuras que nos esperam. Esperemos que seja o relançar da modalidade para, no futuro, estarmos aqui ou noutro sítio qualquer a representar o concelho da Trofa e da Vigorosa”, adiantou.

Manuel Fernandes, diretor técnico da Federação Portuguesa de Basquetebol, também esteve atento às partidas e à forma como toda a prova foi preparada. Comprovou a qualidade da organização com “os elogios vindos de todos os intervenientes”. “Foi uma festa de convívio, companheirismo, fairplay, com um desfecho fantástico e um vencedor que prestigia o basquetebol português e o distrito do Porto”, salientou.

Os jogos realizaram-se entre sexta-feira e domingo e para além das equipas nortenhas, também contaram com a participação do Clube Atlético de Queluz, do Sport Lisboa e

Benfica, do Clube Desportivo Escola Francisco Franco (Madeira) e o Clube União Sportiva (Açores).

Na cerimónia de entrega de prémios, marcou presença Joana Lima presidente da autarquia da Trofa que se mostrou “honrada com os elogios dos responsáveis da Federação de Basquetebol do Porto” e reiterou a importância de “terem lugar na Trofa provas das várias modalidades desportivas”.

 {fcomment}