Mês dedicado a Maria terminou, em S. Martinho de Bougado, com procissão no centro da freguesia, depois de o andor ter percorrido as várias aldeias da freguesia.

Os lenços brancos eram acenados, enquanto as centenas de pessoas entoavam o “Adeus” a Fátima no último dia do Mês de Maria, em S. Martinho de Bougado. Os olhos lacrimejantes deixavam transparecer a emoção e fé de todos os que, ao longo do mês de maio, percorreram as ruas de S. Martinho de Bougado, rezando e honrando Nossa Senhora. O andor foi acompanhado pelos escuteiros e, na sua frente, seguiam os três pastorinhos, encarnados por três crianças de S. Martinho de Bougado.

No final da procissão, foi celebrada uma eucaristia, junto à Capela de Nossa Senhora das Dores.

Luciano Lagoa, pároco são martinhense, garantiu que “correu muito bem”. “É a forma de louvar a Nossa Senhora que nos parece ser a mais indicada, ou seja, nós, ao caminharmos com ela, estamos a receber dela um exemplo. Mostramos que Nossa Senhora caminha connosco e, portanto, não estamos sós”, explicou. No entanto, “o mais importante”, acrescentou Luciano Lagoa, “é que a Senhora desça ao interior das pessoas”: “Se depois destes 31 dias, realmente, as pessoas sentiram a sua fé mais fortalecida e a sua vida mais ligada a Cristo e, de certo modo, mais animada, julgo que esta caminhada valeu a pena”.

 

{fcomment}