ExpoTrofa encerrou no domingo, com a organização a fazer um balanço positivo dos nove dias destinados a mostrar o que existe no concelho tanto a nível empresarial, como associativo e artístico.

Foi com o Parque Nossa Senhora das Dores a “rebentar pelas costuras” que a Trofa se despediu de um dos mais importantes certames do concelho. A ExpoTrofa 2011 encerrou no domingo, 10 de julho, dia dedicado a Santiago de Bougado e marcado por outro grande evento concelhio: a Super Especial. “Nenhuma das iniciativas ficou prejudicada por decorrerem no mesmo dia. Foi um dia muito animado na Trofa”, garantiu Assis Serra Neves, vereador do Turismo da Câmara Municipal da Trofa.

Este ano, a mostra ficou marcada por um conceito “diferente daquilo que os visitantes estavam habituados”, permitindo também uma “dinâmica diferente”, defendeu o responsável pelo Turismo.

No sábado, 9 de julho, a autarquia entregou diplomas de participação a todos os expositores e ainda diplomas de mérito às tasquinhas de refeições e outros às tasquinhas das sobremesas que melhor cumpriram as normas de higiene e segurança ao longo de toda a semana.

O novo modelo da ExpoTrofa incluiu um reestruturamento do espaço, alargado ao Parque Dr. Lima Carneiro, através de uma passagem pedonal construída no antigo canal da linha férrea. “Isto foi programado com o devido tempo e fazia todo o sentido ligarmos os dois parques. A Comissão de Festas deu também um impulso para que isso fosse possível, porque organizou a animação e os expositores no Parque Dr. Lima Carneiro”, recordou o vereador.

Assis Serra Neves garantiu, ainda, que “esta ligação vai continuar depois da ExpoTrofa e das Festas em Honra de Nossa Senhora das Dores”. “Todos os trofenses têm a ganhar com isso”, atestou.

“Infelizmente”, a ExpoTrofa decorreu nos Parques e não noutro local porque as obras de regeneração urbana ainda não arrancaram, mas o vereador deu a certeza de que “para o ano vai existir requalificação”, por isso a Câmara Municipal está já a pensar em outras possibilidades, uma vez que “o certame em si não está em perigo, porque é um evento que atrai muita gente”. Uma das soluções apontadas por Assis Serra Neves é a “zona da nova Estação da CP”.

A terminar mais de uma semana de atividades na sala de visitas do concelho, o vereador deixou um conselho aos que não tiveram possibilidade de passar pelo certame: “Estejam atentos, vão haver outros eventos, como as Festas em honra de Nossa Senhora das Dores, por isso vão ter sempre oportunidade de visitar este espaço”.

{fcomment}