Um golo tardio de Tiago Luís evitou hoje a derrota da União de Leiria e garantiu um empate com o Trofense (1-1) na 1.ª jornada do Grupo B da terceira fase da Taça da Liga, em jogo disputado no Estádio Municipal de Leiria.

Num jogo em que o Trofense esteve a vencer desde o minuto dois, com um golo do brasileiro Silas Brindeiro, não se notou a diferença de escalão entre a equipa da Honra e o anfitrião da Liga principal, que sofreu para conquistar um empate em casa, garantido aos 81 minutos, perante uma formação organizada e que dispôs das melhores oportunidades.

Logo no segundo minuto o Trofense colocou-se em vantagem: Silas trabalhou bem à entrada da área da União de Leiria e rematou, a bola bateu em Bruno Miguel e traiu Djuricic, passando por cima do guarda-redes leiriense.

O conjunto treinado por Vítor Oliveira foi um adversário muito complicado para a União de Leiria, travando a progressão dos leirienses e arriscando no ataque. E após o golo conseguido cedo, o Trofense soube tirar partido do mau estado do relvado, mais favorável à combatividade dos forasteiros.

Em desvantagem, a União de Leiria reagiu tarde. Só nos últimos 15 minutos do primeiro tempo a equipa da casa exerceu domínio, mas em ocasiões de perigo a estatística repartiu-se.

Depois do golo de Silas, o empate podia ter surgido por Carlão, Ronny e Cássio, mas o Trofense também voltou à baliza de Djuricic, que pareceu perturbado pelo golo. Willams, aos 39 minutos, falhou uma oportunidade flagrante para o 2-0, rematando contra o guarda-redes sérvio.

Com a saída de Carlão ao intervalo, a União de Leiria passou a jogar mais longe da área contrária, numa troca de Lito Vidigal que se mostrou infeliz: Tiago Luís foi uma peça apagada, apesar de mais tarde se mostrar fundamental no empate.

Ao intervalo, também o Trofense “encolheu”, resguardando a vantagem no marcador e reduzindo quase a zero os seus contra-ataques.

De uma primeira metade sem brilho, mas com oportunidades de golo, passou-se para um futebol baço e sem ideias. Só aos 75 minutos voltou a haver possibilidade de golo em Leiria, num bom remate de Tiago Luís que Marco defendeu com dificuldade.

Procurando evitar a derrota, Lito Vidigal arriscou finalmente a 12 minutos do fim: saiu o central Bruno Miguel e entrou o ponta-de-lança Kone. O costa-marfinense criou perigo na primeira vez tocou na bola, rematando por cima, e o Trofense começou a acusar a presença de mais gente na sua área.

Tiago Luís, que tinha ameaçado aos 75 minutos, conseguiu mesmo o empate aos 81 minutos, depois de assistência do internacional português Silas.

De volta ao jogo, a União de Leiria empurrou o Trofense para a sua área, mas apesar da pressão, foi o conjunto de Vítor Oliveira a desperdiçar a última oportunidade: Filipe Gonçalves surgiu isolado, tirou Djuricic do caminho da baliza, mas perdeu ângulo e a oportunidade para desfazer a igualdade.

Jogo no Estádio Municipal de Leiria.

União de Leiria – Trofense, 0-1.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

0-1, Silas, 02 minutos.

1-1, Tiago Luís, 81.

Equipas:

– União de Leiria: Djuricic, Paulo Vinícius, Bruno Miguel (Kone, 78), Diego Gaúcho, Ronny, André Santos (Pedro Cervantes, 54), Marco Soares, Pateiro, Silas, Cássio e Carlão (Tiago Luís, 46).

(Suplentes: Hélder Godinho, Vítor Moreno, Hugo Gomes, Elias, Kone, Tiago Luís e Pedro Cervantes).

– Trofense: Marco, Bruno Sousa, Pedro Ribeiro, Nuno Mendes, Ginho, Tiago, Romeu Ribeiro, Filipe Gonçalves, Willams (Jorge Luiz, 87), Maciel (Chad, 57) e Silas (Hélder Sousa, 75).

(Suplentes: Vítor, Hélder Sousa, Reguila, Jorge Luiz, Thiago Bento, Rafa e Chad).

Árbitro: Jorge Tavares (Aveiro).

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Tiago (63), Romeu Ribeiro (66), Diego Gaúcho (69), Bruno Miguel (73), Kone (89) e Marco (93).

Assistência: 528 espectadores.