Uma defesa muito aberta e um ataque sem linhas de passe para construções de ataque que levem à finalização e uma “pontinha” de azar continuam a ser os grandes responsáveis pela falta de pontos da equipa de S.Romão. Frente ao Atlético de Vilar, a formação de José Carvalho voltou a perder por 2-0, continuando a ocupar o último lugar da tabela classificativa.

 Com vontade de conquistar os primeiros pontos no campeonato e já a acusarem alguma desmotivação com a falta de pontos, os homens do S.Romão visitaram o Atlético de Vilar. A partida começou com uma prestação pouco ofensiva por parte de ambas as formações.

A inaugurar o marcador esteve a equipa da casa, através de Hermano, que aos vinte minutos fez um remate fora da área, que depois de ressaltar no solo toca em Gualter e assim enganou o guardião do S.Romão.

O resto do primeiro tempo, tal como grande parte da segunda metade, decorreram a um ritmo pouco dinâmico, onde o visitado limitava-se a gerir o resultado positivo, sem criar grandes oportunidades para fechar o jogo.

Dez minutos decorridos depois do intervalo, uma falta cometida sobre Miguel deu a possibilidade ao S.Romão de igualar o resultado no marcador, pela atribuição de um penalty. O homem chamado a converter foi Carlos, que rematou à figura de Vilaça, não causando assim qualquer alteração no resultado.

Perto dos setenta e cinco minutos, uma “saída” de Hugo sobre o opositor com bola permitiu a marcação de grande penalidade para o Atlético de Vilar, mas o guardião do S.Romão conseguiu agarrar o esférico.

Alguns segundos depois, Vitó recebeu três cartões seguidos: um amarelo por falta cometida e de seguida segundo amarelo e vermelho, por mostrar algum desagrado com o primeiro cartão atríbuido.

A jogar com dez jogadores e a perder por uma bola, os forasteiros não tinham muito mais para fazer, limitando-se a acompanhar o adversário, que não oferecia grande dificuldade.

Perto do final da partida, houve tempo ainda para o segundo golo da casa. A bandeira erguida pelo arbitro auxiliar a revelar posição irregular de Zé, não foi relevante para o árbitro principal, que aceitou o tento como convertido.

José Carvalho não quis tecer qualquer comentário no final do encontro, justificando a sua decisão com o facto de não querer repetir o que tem dito desde o início do campeonato.

O técnico vencedor, José Monteiro, referiu que “os primeiros quinze minutos foram de análise, porque esperavamos que o S.Romão viesse para pontuar, dada a situação em que se encontrava. Depois chegamos ao golo e até ao fim fizemos uma gestão do resultado e a desvantagem numérica acabou por facilitar a nossa actuação. Falhamos um penalty, o S.Romão também. Acredito que fomos o justo vencedor”.

O Salgueiros 08, um dos nomes imponentes neste campeonato, virá no próximo domingo ao reduto do S.Romão, para a disputa de mais um jogo a contar para a quinta jornada das Distritais da AFP.

 

 Resultados da Jornada

 Paradela 4 – 1 Vilar Pinheiro

Sporting Cruz – Ramaldense

Pedroso – Inter Milheirós

Salgueiros 08 – Lusitânos

Atlético de Vilar 2 – 0 S.Romão

Vila Chã 2 – 0 Águas Santas

Rio Tinto – Pasteleira

 

 

Próxima Jornada

(02/11/08)

 

Ramaldense – Paradela

Inter Milheirós – Sporting Cruz

Lusitânos – Pedroso

S.Romão – Salgueiros 08

Águas Santas – Atlético de Vilar

Pasteleira – Vila Chã

Foz – Rio Tinto

Folga:Vilar Pinheiro