Com uma primeira parte mais calma, só interrompida pelo golo de Carvalho, o jogo culminou num empate a três bolas, resultado de uma maior dinâmica de jogo para ambas as equipas no segundo tempo. José Carvalho, confessou ao NT ainda não estar satisfeito com os resultados e trabalho dos jogadores.

  A 15ª jornada da II Divisão Distrital da Associação de Futebol do Porto colocou dentro das quatro linhas o S.Romão e o Inter de Milheirós. A partida começou com um ritmo de jogo calmo, com as equipas a tentarem adaptar-se e ultrapassar as dificuldades que a chuva trouxe ao terreno de jogo e que fazia alterar as trajectórias da bola.

A primeira parte manteve-se muito constante no que concerne à actuação de ambas as formações. Apesar das poucas oportunidades de concretização de golo, salientam-se duas bolas nos ferros de Ricardo e um livre marcado por Folgosa que fez o esférico passar bem perto da trave do visitante.

Momentos antes do apito para o intervalo, Carvalho, pela marcação de livre, colocou a bola dentro das redes de Shurman, indo o S.Romão para o intervalo a ganhar por uma bola.

Iniciada a segunda metade, notou-se que tanto os homens da casa como os forasteiros queriam alterar o resultado no marcador. Neste decorrer, o Inter de Milheirós, passados três minutos do reinício da partida, fez o 1-1 através de Frank.

Os minutos seguintes presenciaram momentos de bastante perigo para as redes do visitante, em resultado de dois lances consecutivos de bola parada que fizeram a bola passear-se em frente a Shurman. Poucos segundos depois, Ricardo mostrou a sua performance ao impedir uma situação de golo iminente.

Aos sessenta minutos, o resultado alterou-se mais uma vez, através de Cabaço que ao enviar o esférico para as redes do Milheirós fez o 2-1.

A cerca de metade do segundo tempo, Leandro voltou a igualar o resultado.

Quando já se pensava que o resultado poderia estar estabelecido, já nos cinco minutos finais, David chega à baliza de Ricardo e muda o resultado a favor dos vistitantes. Em vez de baixar os braços, a equipa da casa tentou aproveitar os minutos finais para remediar o resultado e aos oitenta e oito minutos Silva estabeleceu o 3-3, surgindo minutos depois o apito final a estabelecer a conquista de um ponto para ambas as equipas.

No final do encontro, o treinador do Inter de Milheirós referiu ter sido "um jogo típico deste campeonato, mais disputado que jogado". "Foi um jogo duro, mas correcto, apesar de achar que podíamos ter ganho porque acho que eles tem um golo através de uma falta que no meu parecer não existiu, mas foi um bom jogo no geral", finalizou Jaime Marques.

José Carvalho, técnico da casa, afirmou ter sido um bom jogo, mas "fomos uns anjinhos". "Era um adversário bastante acessível e podíamos ter aproveitado na primeira parte para marcar mais golos, mas não o fizemos e depois acabamos por sofrer três golos de bola parada, que podiam ter sido facilmente evitados".

S.Romão 3 – 3 Inter Milheirós

S.Romão: Ricardo, Helder (Silva, 68'), Helder P., Carvalho (Daniel, 80'), Folgosa, Carlos, Parreco, Raúl , Alex, Vitó e Cabaço

Suplentes: Lobo e Pepe

Treinador: José Carvalho

 

Inter Milheirós: Shurman, Ferraz, Frank, Sergiho, Grilo, Marmelo, Pedro, Pimenta, Ricardo, Leandro (Bruno, 78') e David

Suplentes: Tiago, Valente, Rui e Guilherme

Treinador: Jaime Marques

 

Cartões amarelos: Folgosa

Marcadores: Carvalho (42'), Frank (48'), Cabaço (60'), Leandro (67'), David (85') e Silva (88')

Resultado ao intervalo: 1 – 0

Resultado final: 3 – 3

Resultados 15ª Jornada

Rio Tinto 3 – 2 Mindelo

Desportivo de Portugal 3 – 2 Sporting Cruz

Águas Santas 1 – 2 Vila Chã

S.Romão 3 – 3 Inter de Milheiros

Vilar Pinheiro 1 – 2 Pedroso

Gondim 2 – 0 Ramaldense

Atlético de Vilar 0 – 3 Lusitanos Santa Cruz

Classificação

Pontos

1º Gondim 41

2º Desportivo 35

3º Sporting Cruz 32

4º Pedroso 26

5º Rio Tinto 21

6º Águas Santas 20

7º Vila Chã 19

8º Vilar Pinheiro 18

9º Inter Milheirós 17

10º S.Romão 17

11º Lusitânos Sta Cruz 15

12º Atlético de Vilar 14

13º Ramaldense 14

14º Mindelo 4