O péssimo estado do relvado não ajudou em nada a exibição dos atletas bougadenses que acusaram falta de rigor defensivo, permitindo que o adversário aproveitasse as poucas oportunidades que dispôs para marcar.

 O Bougadense continua a marcar passo na Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto. No jogo da última volta, o conjunto de Santiago de Bougado somou nova derrota frente ao Vilanovense, por 2-1, mostrando mais uma vez grandes dificuldades em jogar com equipas que ocupam os últimos lugares da tabela classificativa.

O péssimo estado do relvado não ajudou em nada a exibição dos atletas bougadenses que acusaram falta de rigor defensivo, permitindo que o adversário aproveitasse as poucas oportunidades que dispôs para marcar.

Apesar de ter entrado melhor que o adversário nos primeiros instantes da partida, o Bougadense viu-se em desvantagem aos 10 minutos, na sequência de uma grande penalidade que o árbitro Rui Eiras assinalou, sancionando uma falta de Virgílio sobre Fábio Martins. O lance é duvidoso, já que a falta parece ter sido cometida fora da grande área. Chamado a converter, Lobo não desperdiçou, colocando os gaienses em vantagem.

A resposta do Bougadense surgiu pelos pés de Miguelito que rematou ao lado da baliza defendida por Fábio.

Era notória a dificuldade de ambas formações conseguirem construir lances a partir de jogo corrido. Apenas por bolas paradas ou jogadas de pouco envolvimento colectivo é que o esférico conseguia chegar com perigo às balizas.

Pedro Costa tentou surpreender o guardião adversário, mas o remate saiu por cima do travessão.

Ao contrário dos forasteiros os atletas de Adelino Teixeira mostraram a eficácia necessária neste tipo de partidas, em que o relvado dispensa o "joga bonito", e conseguiram chegar ao segundo golo. Miguel, sobre o flanco esquerdo cruzou para a grande área onde surgiu isolado Lobo, que assinalou o segundo tento da equipa.

Ainda antes do intervalo, o único sinal do inconformismo bougadense foi dado por Ricardo Costa com um remate à barra da baliza do Vilanovense.

Já sem Pedro Costa e Daniel Conde na equipa, que deram o lugar a Paulinho e Serginho, o conjunto de Renato Pontes conseguiu reduzir aos 49 minutos. Serginho aproveitou uma confusão na grande área para atirar para o fundo das redes de Fábio.

Com este golo, o avançado iguala João Paulo na lista de melhores marcadores da equipa, com 4 tentos apontados.

Até ao final do jogo assistiu-se à tentativa frustada da equipa de Santiago de Bougado em conseguir a igualdade e à estratégia do Vilanovense em segurar a preciosa vantagem, que lhe assegurou três pontos importantes para tentar fugir da zona de despromoção.

Renato Pontes assumiu a responsabilidade da derrota, mas não individualmente: "quando se perde, o mais fácil é dizer que a culpa é sempre do treinador. Não tenho problemas nenhuns em assumir a minha responsabilidade, mas os jogadores têm que começar a serem responsabilizados, porque os níveis de concentração têm que estar a 100 por cento e não a 80 ou a 70. Aconteceu com o Ataense, vieram 4 vezes à nossa baliza e fizeram 3 golos, hoje (domingo) na primeira parte vieram 3 vezes à nossa baliza e marcaram dois golos".

Terminada a primeira volta, o técnico voltou a revalidar a confiança em conseguir melhores resultados, já que "há condições para isso", mas é urgente que "se corrijam rapidamente erros defensivos que não têm a ver com a gestão técnica, mas sim da concentração dos atletas". Para Pontes " tem que haver vontade e inteligência, porque não basta correr. Há que saber estar em campo".

Com este resultado o Bougadense volta a fundar-se na zona de despromoção, apesar de estar em igualdade pontual com Pedrouços e Perafita.

Para a próxima ronda, a primeira da segunda volta, o emblema bougadense viaja ao reduto do Arcozelo, equipa que ocupa o quinto lugar do campeonato.

 

 

(CAIXA)

Jogo: Parque de Jogos Soares dos Reis

Vilanovense: Fábio, Tiago (Alex 57'), Castro, João Pedro, Rodrigo, Derlei, Ivan, Gilson (Zé Paulo 62'), Lobo, Fábio Martins (Marco Vieira 86') e Miguel

Treinador: Adelino Teixeira

Bougadense: Nuno, Hélder, Lírio, Virgílio, Daniel Conde (Serginho 45'), Ricardo Sá, Miguelito, Ricardo Costa, Pedro Costa (Daniel Conde 38'), Luís Carlos (Queirós 74') e Flávio

Treinador: Renato Pontes

Árbitro: Rui Eiras, auxiliado por Pedro Oliveira, Jorge Veríssimo e Ricardo Pinho

Cartões Amarelos: Serginho (63') e Hélder (73')

Marcadores: Lobo (10' e 24') e Serginho (49')

Resultado ao intervalo: 2-0

Resultado final: 2-1

 

Resultados 17ª jornada

Coimbrões 3-1 Perosinho

Alpendorada 1-1 Perafita

Sra Hora 1-4 Canidelo (*)

Candal 3-1 Avintes

Arcozelo 4-1 Rio Tinto

Vilanovense 2-1 Bougadense

Ataense 1-1 Sousense

Valonguense 1-0 Ermesinde

Várzea Douro 2-1 Pedrouços

(*) – interrompido aos 75 minutos por inferioridade numérica do Senhora da Hora

 

Próxima jornada (20-01-2008)

Valonguense-Várzea Douro

Ataense-Ermesinde

Vilanovense-Sousense

Arcozelo-Bougadense

Candal-Rio Tinto

Sra Hora-Avintes

Alpendorada-Canidelo

Coimbrões-Perafita

Perosinho-Pedrouços

 

Classificação

  1. Coimbrões – 39 pontos

  2. Alpendorada – 39 pontos

  3. Ataense – 34 pontos

  4. Candal – 33 pontos

  5. Arcozelo – 31 pontos

  6. Valonguense – 28 pontos

  7. Avintes – 25 pontos

  8. Sousense – 23 pontos

  9. Perosinho – 22 pontos

  10. Várzea Douro – 22 pontos

  11. Canidelo – 21 pontos

  12. Rio Tinto – 20 pontos

  13. Pedrouços – 18 pontos

  14. Perafita – 18 pontos

  15. Bougadense – 18 pontos

  16. Sra Hora – 17 pontos

  17. Vilanovense – 14 pontos

  18. Ermesinde – 2 pontos