A equipa feminina de futsal do Núcleo do Sporting da Trofa, venceu pela primeira vez na sua historia a Super Taça Concelhia. Este jogo foi disputado pela equipa do Sporting e pela do Vigorosa, no dia 9 de Junho no Pavilhão da Escola EB2/3 de S. Romão do Coronado.

Ao longo de todo o jogo, percebia-se o porquê destas equipas estavam a disputar a Super Taça concelhia. Organização e determinação marcaram o trabalho das duas formações que, disputaram "taco a taco" este galardão.

Assim, na primeira parte a pressão que as duas equipas femininas exerceram sobre a baliza adversaria, tentando a todo o custo marcar, parecia não querer dar frutos mas foi a atleta do Vigorosa, Marta, quem aos 18 minutos  inaugurou o marcador através de um fortíssimo remate de a da área. Logo de seguida, a equipa do Sporting reagiu e aos 20 minutos, por intermédio de Cátia chegou à igualdade. A guarda-redes do Vigorosa, ainda tocou na bola, mas acabou por não conseguir parar o remate da adversaria, chegando-se assim ao final da primeira parte com o jogo empatado.

No inicio do segundo tempo, Diana da formação do Sporting, que foi substituida na primeira parte, reentrou no jogo e fez o segundo golo da sua equipa aos 26 minutos. A atleta parecia estar numa noite muito inspirada e voltou a marcar ao minuto 31, colo-cando o Sporting à frente no marcador.

A equipa do Vigorosa, não se deixou abater por este resultado desfavorável e aos 34 minutos, "estranhamente", na opinião do treinador José Vieira, o árbitro "anulou-nos um golo limpo e depois marca-nos uma falta inexistente, para nós marcarmos um golo," tento este, marcado por Clara aos 36 minutos de livre-directo. Os vencedores do campeonato feminino de futsal, ainda tentaram igualar o resultado, mas sem sucesso. A partida terminou com um claro descontentamento por parte dos treinadores do Vigorosa e das jogadoras, que tiveram alguns atritos com o árbitro que acabou por mostrar um cartão vermelho à guarda-redes do Vigorosa Carina.

O técnico José Vieira, acusou o arbitro de ter terminado o encontro antes do tem po regulamentar "não se jogaram vinte minutos na segunda parte, porque pedimos duas vezes desconto de tempo. Apenas se jogaram 19 minutos… mas o arbitro estava com a pressa que acabasse o jogo, para o Sporting ganhar", acrescentando ainda que, "este ano saiu o sorteio ao Vigorosa e jogamos a primeira parte com uma bola e a segunda parte com a outra bola, não sei que lei têm os árbitros, não percebo essas leis."

Apesar da contestação à equipa de arbitragem o treinador felicitou todas as jogadoras, mas como referiu "parece que estamos mais uma vez enguiçados com a Super Taça, com esta já são cinco as que não conseguimos ganhar."

Quanto a Pedro Andrade, treinador da equipa sportinguista, mostrou-se muito satisfeito com a exibição das suas atletas " no encontro da Taça concelhia jogamos muito bem, merecíamos ter ganho, não ganhamos, esforçamo-nos ainda mais na Super Taça, estou muito contente com as minhas atletas, com o público, com a assistência.". Sem nada a apontar à equipa de arbitragem Pedro Andrade, demonstrou o desejo de para o ano conseguir vencer o campeonato.

Jogo: Pavilhão EB 2/3 de S. Romão do Coronado

Vigorosa: Carina (1), Vera (2), Patrícia (3), Carla (5), Hélia (6) entrou aos 27', Marta (7), Érica (8), Andreia (11), Filipa (13), Clara (14), Carolina (17).

Treinador: Geraldo Fernandes e José Vieira

Núcleo do Sporting: Marisa Santos (76), Teresa Silva (9), Cátia Magalhães (28), Tânia Moreira (10), Diana Peixoto (7), Tânia Sofia (11), Sofie Andrade (8), Cátia Andrade (2), Sara Teixeira (17) entrou aos 19'.

Treinador: Pedro Andrade

Cartões: Amarelos: Teresa (5'), Marta (44'), Hélia.

Vermelhos: Carina (final do jogo)

Marcadoras: Cátia (20'), Clara (22'), Carolina (26').

Resultado ao Intervalo: 1-1

Resultado Final: 3-2