Dos cerca de cem sócios presentes, apenas se registaram um voto contra e uma abstenção para a autorização para a criação de uma sociedade anónima desportiva (SAD) no Clube Desportivo Trofense.

A assembleia-geral decorreu esta quarta-feira, na qual a direção explicou que a proposta passa pela entrada de novos investidores, concretamente de Nelson Almeida, empresário de futebol que gere a International Foot, que também tem ligações ao Lille, de França.

Segundo foi explicado na assembleia-geral, este investidor deterá “80 por cento” da SAD, ficando os restantes 20 por cento detidos pelo Clube Desportivo Trofense.
Franco Couto, presidente da coletividade, já tinha explicado à TrofaTv e ao NT que esta “é a única solução para o clube se manter vivo”. “Com a SAD o Trofense torna-se mais apelativo para os investidores, já para não falar de que teremos mais facilidade na negociação com finanças e segurança social”, sublinhou.

Na mesma assembleia-geral, foi aprovada a proposta para a sociedade desportiva unipessoal por quotas (SDUQ) apresentar um Processo Especial de Revitalização (PER), para renegociar a dívida, e assim criar condições para que, dentro de “três meses”, seja possível converter a SDUQ em SAD.