A Sociedade Columbófila Trofense distribuiu os prémios pelos vencedores da campanha desportiva de 2010.

Os vencedores dos concursos realizados ao longo da época desportiva de 2010 na Sociedade Columbófila Trofense receberam os respectivos prémios durante uma cerimónia que decorreu no dia 24 de Julho.

A dupla Camilo&Carlos destacou-se ao longo do ano pela conquista de vários prémios relativos aos 1º, 2º e 3º lugares em concursos, bem como com as anilhas de ouro e de prata que as suas “camilinhas” ganharam. Esta dupla venceu, ainda, os campeonatos de velocidade, meio-fundo e geral. Por apenas dois pontos, Domingos Silva ultrapassou a dupla Camilo&Carlos no campeonato de fundo.

A “grande revelação” foi Renato Couto, o segundo classificado em velocidade, meio-fundo e geral, tendo-se, ainda, destacado no primeiro Aivados, um encontro de columbófilos, na localidade de Aivados, promovido pela Associação Columbófila do Distrito do Porto.

Jorge Monteiro foi campeão absoluto na Sociedade Columbófila de S. Romão do Coronado.

A equipa Araújo&Filhos, que habitualmente luta pelos lugares cimeiros das classificações, “decidiu” participar “em força” nas provas que decorreram no distrito de Braga, tendo vencido nos concursos do Grupo Columbófilo de Ribeirão, da Sociedade Columbófila Famalicão e da Sociedade Columbófila Famalicense.

Estes resultados são, na opinião dos responsáveis da colectividade trofense, a “prova de que a Trofa continua a ter bons pombos e bons columbófilos”.

Para ajudar nas despesas com a realização da cerimónia, a associação organizou um mini-leilão, conduzido por José Manuel Azevedo, um dos associados da Sociedade Columbófila Trofense.

Os responsáveis da associação sublinharam a ausência das “entidades oficiais”, recordando que “a Sociedade Columbófila Trofense é a segunda colectividade mais antiga do concelho e o pombo-correio é uma ave protegida por lei”. “Não acham que mereceria um pouco mais de atenção?”, indagaram em jeito de lamento.

A festa prolongou-se pela madrugada, com a “animação espontânea” da responsabilidade de Abílio Araújo e Mário Gomes, associados da colectividade.