Maia recebeu um dos eventos de maior prestígio na modalidade de slotcar a nível nacional. O Clube de Slotcar da Trofa esteve presente e foi vice-campeão.

Vinte e quatro horas a fazer girar carros à escala de 1/32 à volta de um circuito. Este foi o cenário da prova “24 horas Slot do Porto”, que juntou 26 equipas. Entre elas estava o Clube de Slotcar da Trofa, que procurava revalidar o título conquistado na edição do ano passado.

 

O pavilhão municipal de Crestins recebeu um dos maiores eventos do panorama do slotcar nacional, que já conta com sete edições. O clube trofense levou dez elementos, que se dividiram em duas equipas.

Os treinos livres começaram na sexta-feira, 10 de Setembro. O primeiro dia de prova também serviu para as verificações regulamentares técnicas.

Já a qualificação ficou para o dia seguinte, que determinou em que pista cada equipa iria iniciar a sua prova. As do Clube de Slotcar da Trofa obtiveram o 2º e o 9º lugares. As expectativas eram altas para ambas as equipas trofenses, que aspiravam a uma competição sadia entre elas, pois possuíam capacidades suficientes para pensar na revalidação do título.

A prova iniciou-se às 14 horas com a “Equipa 1” da Trofa a destacar-se ao fim da primeira hora na liderança e a “Equipa 2” no 5º posto.

A prova, com características de resistência, viria a revelar que a “procissão ia no adro”, pois havia muito tempo para o final e ainda estava para vir a parte mais difícil, a noite.

As equipas iam dando o seu melhor mas, problemas mecânicos e pneus com um desgaste fora do normal, fizeram com que vários grupos efectuassem paragens demoradas nas boxes, o que se traduziu na perda de posições e alterações de estratégia, entre os candidatos, em particular com a “Equipa 1” da Trofa, já que a outra foi sendo sempre mais constante, liderando mesmo a prova durante largas horas, já a corrida chegava ao seu meio tempo.

No final, a competição viria a ditar uma brilhante 2ª posição para a “Equipa 2” do Clube Slotcar da Trofa, logo atrás da nova campeã a Equipa do Cacém. O outro grupo da Trofa ficou em 11º lugar.

Em declarações ao NT, o presidente do clube trofense, Mário Costa, referiu que “depois de mais uma maratona de Slotcar, os elementos do Clube Slotcar da Trofa sentem-se particularmente satisfeitos com as suas prestações e com o sentido de dever cumprido, em prol do salutar espírito desportivo e de consagração do poder da modalidade na cidade da Trofa.