Este fim-de-semana vá ouvir poesia enquanto toma café, divirta-se no Festival de Concertinas e Cantares ao Desafio e descubra o património histórico da Trofa. Estas são as sugestões da autarquia para os dias 24, 25 e 26 de Setembro. Local: Alvarelhos.

 

“Património Natural e Cultural: Um Mapa da História e da Biodiversidade” é o nome do conjunto de acções que a Câmara Municipal da Trofa vai levar a cabo no âmbito das Jornadas Europeias do Património e do Dia Mundial do Turismo.

A Trofa associa-se à iniciativa promovida pelo Conselho da Europa e pela Organização Mundial do Turismo e a partir da freguesia de Alvarelhos vai dar a conhecer uma parte importante do Património Nacional inserido no concelho. O Castro de Alvarelhos, um dos locais mais importantes no panorama histórico e considerado Monumento Nacional há um século, vai dar o mote para uma exposição na Casa da Cultura no domingo, 26 de Setembro. A mostra, intitulada “O Castro de Alvarelhos – Cem anos de protecção”, vai ser inaugurada às 15 horas e pretende dar a conhecer o monumento que era um dos maiores povoados do Noroeste Peninsular, ocupado desde épocas muito remotas, provavelmente desde a Idade do Ferro.

 

Ouça poesia enquanto toma café

Mas antes, Alvarelhos vai ser a capital da literatura, ao receber a iniciativa “Hoje, vou ao café…ouvir poesia”. O evento, que começou em Santiago de Bougado e que visa levar a Cultura aos trofenses, vai agora “parar” na freguesia alvarelhense, no Café Rei, pelas 21.30 horas. “Celebrar a Língua Portuguesa, a escrita e leitura artística” é o objectivo da autarquia que apela a todos que levem “um poema e um amigo”.

De acordo com o vereador da Cultura, Assis Serra Neves, o principal objectivo é fazer com que “os trofenses comecem a apreciar e a viver mais a Cultura”.

 

Festival de Concertinas e Cantares ao Desafio

Alvarelhos continua a ser local de destaque no concelho este fim-de-semana com o Festival de Concertinas e Cantares ao Desafio. O espectáculo realiza-se no sábado, 25 de Setembro, no Monte de Santa Eufémia e começa às 14 horas. De acordo com fonte da Câmara Municipal, “o festival foi criado com o intuito de fomentar a música popular portuguesa, e conta este ano com mais de 150 inscrições de acordeonistas e cantadores”.

Com estas iniciativas, a autarquia pretende levar os trofenses a “percorrer o território, observando vestígios, interpretando os cenários urbanos e rurais de factos históricos e políticos, da humanização da paisagem e da sua biodiversidade, da produção técnica, cientifica, literária e artística”.

“A Câmara Municipal da Trofa, através da Casa da Cultura, pretende difundir e desenvolver o património local, apostando na sua divulgação e promoção, incentivando ao mesmo tempo a prática turística”, referiu ainda a mesma fonte.

As Jornadas Europeias do Património deste ano têm como temas o “Património: Um Mapa da História” e “A Salvaguarda da Biodiversidade é um Desafio Urgente que Diz Respeito a Todos Nós”.