Tem 26 anos, reside em S. Martinho de Bougado, e foi eleito presidente da Juventude Socialista da Trofa a 2 de novembro. Simão Moreira sucede a Bruno Soares na liderança da juventude partidária, depois de ter entrado na estrutura, em 2016.

“A minha formação académica está relacionada com as relações internacionais e ciência política, pelo que já tinha interesse na área. Um dia, o Amadeu Dias, presidente da JS à época, convidou-me para participar no congresso nacional, que se realizou em Olhão, e eu gostei. Cativou-me”, revelou, em entrevista ao NT.

Apesar de “não ser um objetivo imediato”, Simão Moreira não escondeu a vontade de liderar a estrutura, quando Bruno Soares decidiu não se recandidatar. Depois de falar com os militantes e ter recebido o “apoio de todos”, decidiu avançar.

Agora, tem pela frente um mandato de dois anos, cujo objetivo principal é “renovar a estrutura”. “A nível estrutural, queremos renovar a sede para que tenhamos mais condições para nos reunirmos. E também queremos renovar o quadro de militantes, porque as pessoas são as mesmas há muito tempo e precisamos de trazer novos rostos e ideias”, adiantou Simão Moreira, que assumiu como responsabilidade “cativar os jovens para a política” e assim “inverter a tendência” que tem ditado a galopante abstenção nas eleições nacionais.

Manter iniciativas como os debates “À conversa com…” e atividades como a que está relacionada com o 25 de Abril também é um compromisso do novo líder da JS da Trofa, que terá também pela frente a dura luta política para as eleições autárquicas de 2021. “Espero que, nessa altura, a JS seja uma estrutura forte para poder ajudar o Partido Socialista”, concluiu.