Primeira iniciativa do “Turismo Sénior”, que resultou na parceria entre as Juntas de Freguesia do Coronado e do Centro Histórico do Porto, levou cerca de 200 seniores a passear por S. Mamede e S. Romão. No dia 3 de maio, é a vez de os habitantes do Coronado visitarem o Porto.

Na manhã de sábado, as ruas de S. Mamede do Coronado foram “invadidas” por “bólides” de outros tempos, numa espécie de “excursão” que trouxe cerca de 200 pessoas do Centro Histórico do Porto à vila do Coronado. Foi a primeira iniciativa de “Turismo Sénior” promovida pelo ator português Bruno Rossi que contou com o apoio das juntas de freguesia do Coronado e do Centro Histórico do Porto.
As cerca de 50 viaturas antigas, entre elas Citröen de dois cavalos, Fiat 500 e 600 e Carochas, fizeram as delícias dos seniores que os utilizaram para chegar ao Coronado, numa visita que acabou com um almoço-convívio na antiga fábrica da Pesafil.
Para o dia 3 de maio, está agendada uma visita dos seniores de S. Mamede e S. Romão ao Centro Histórico do Porto.

Foi graças a um grupo de “amigos” que Bruno Rossi conseguiu erguer uma iniciativa e providenciar as viaturas antigas para os participantes. “Como estou a colaborar culturalmente com a Junta do Coronado e, em simultâneo, com a do Centro Histórico do Porto, lembrei-me em fazer um evento giro para unificar as duas juntas”, explicou Bruno Rossi. Segundo o organizador, as pessoas “estavam muito satisfeitas” por conhecerem “a futura capital da Arte Sacra”.

Para a próxima atividade, a 3 de maio, Bruno Rossi espera que o número de participantes seja similar e antevê “uma visita muito bonita”, porque “os seniores vão ter muitas surpresas e conhecer locais específicos do Porto”.

José Ferreira, presidente da União de Freguesias do Coronado, aceitou fazer parceria com a congénere do Centro Histórico do Porto para dar a conhecer “as paisagens, sobretudo rurais” de S. Mamede e S. Romão, em contraste “com os grandes centros urbanos, como é o caso do Porto”.

“No dia 3 de maio, será a vez de levarmos os nossos seniores ao Centro Histórico do Porto. Vamos reunir todas as condições para a viagem”, sublinhou.

Esta parceria foi enfatizada por António Fonseca, presidente da União de Freguesias do Centro Histórico do Porto (Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória), que considera que “as juntas de freguesia, que prestam um serviço junto da comunidade que precisa de apoio, não podem estar isoladas o ano todo e só ter aquele passeio tradicional”. “Há que elevar a autoestima dos cidadãos e o presidente do Coronado, pelos vistos, pensa como eu, pois preocupa-se com as pessoas e com o bem-estar dos nossos seniores. Acho que esta ideia devia ser o início de um ciclo, seguido a nível nacional”, sublinhou.