Campanha de adopção levada a cabo pela Associação Um Animal Um Amigo (AUAUA), em parceria com a autarquia, conseguiu arranjar casas novas para seis cães.

Têm histórias de vida complicadas. Foram abandonados, maltratados e passaram fome, mas no Centro de Recolha Oficial da Trofa – Canil e Gatil, estes animais ganharam paz. Falta-lhes apenas uma nova casa. Este fim-de-semana, a AUAUA promoveu uma campanha de adopção para entregar os cães e gatos a novas famílias. Os cães e apenas uma gata saltavam para as grades da jaula assim que alguém se aproximava, esperando que alguém por entre as redes lhes desse algum mimo.

Quatro cães bebés e duas fêmeas adultas já castradas saíram do canil para a nova casa durante o fim-de-semana.

“As pessoas estão a aderir, cada vez mais, às nossas iniciativas, graças também à divulgação na Internet, nas redes sociais e aos meios de comunicação local. As pessoas já trazem o saquinho de ração quando nos vêm visitar e também trazem a família, principalmente as crianças”, adiantou a presidente da associação, Sílvia Coutinho.

Esta era, de acordo com o vereador Assis Serra Neves, “a última tentativa para adoptar mais alguns animais antes de começar as obras no espaço”. Satisfeito com “o sucesso” da campanha, Assis Serra Neves enalteceu o trabalho realizado pelos voluntários da associação.

Sílvia Coutinho e os voluntários sabem que as obras que vão começar no Centro de Recolha e que será “necessário reduzir o número de cães e gatos”, por isso, decidiram organizar mais esta campanha para “evitar alguns abates”: “Já conseguimos este objectivo, porque demos muitos cães”.

Apesar do sucesso da iniciativa, Sílvia Coutinho deixou o alerta: “Se não houvesse abandono, os canis só seriam necessários para eventuais casos de intervenção na saúde pública, mas infelizmente em Portugal e na Trofa, inclusive, ainda há muita falta de civismo e humanismo para com os animais”.

Saiba mais sobre as próximas acções da AUAUA e os cães e gatos disponíveis no Centro de Recolha Oficial da Trofa em www.salvemoscaesabandonados.blogspot.com ou através do telemóvel 91 333 76 75.