Curso de Técnico de Energias Renováveis é a grande aposta da escol

 À semelhança de anos anteriores, a Escola Secundária da Trofa voltou a promover a mostra da oferta formativa da escola, com o objectivo de dar a conhecer os diversos cursos e respectivas saídas profissionais.

 Na passada quarta-feira, o Salão Polivalente da Escola Secundária da Trofa (EST) serviu para acolher os vários “stands” da 12ª Feira de Orientação Escolar e Profissional, por onde os jovens foram passando interessados e onde tiveram até a oportunidade de realizar algumas experiências para conhecer a vertente prática de alguns dos cursos em mostra.

“Os alunos estão sempre muito receptivos a estas actividades”, afirmou ao NT, Fátima Maia, coordenadora da oferta profissionalmente qualificante da EST.

“Esta feira tem como objectivo divulgar a oferta formativa da escola, não só a oferta profissional, mas também a oferta de cursos para prosseguimento de estudos”, explicou.

O espaço foi dividido em três partes, entre elas um dedicado aos cursos científico-humanísticos para prosseguimento de estudos na área das ciências sócio-económicas, ciências e tecnologias, artes visuais, línguas e humanidades. A juntar-se a esta oferta formativa, os alunos puderam ainda saber mais sobre o curso tecnológico de Desporto, o único tecnológico que existe actualmente na escola.

“Temos ainda os cursos profissionais, como o curso de Técnico de Gestão, Técnico de apoio Psico-social, Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos e Técnico de Energias Renováveis, que é a nossa grande aposta para este ano”, enumerou Fátima Maia. De acordo com a responsável, é objectivo da escola abrir o curso de Técnico de Energias Renováveis já no próximo ano, porque “em termos de empregabilidade é um bom curso”.

Na Feira de Orientação Escolar e Profissional houve ainda espaço para a mostra de três cursos de Educação e Formação para os alunos que pretendem concluir o ensino básico. Entre eles, encontram o curso de Operador Comercial, Operador de Jardinagem e Operador de Informática.

Para Fátima Maia, é fulcral que a oferta seja diversificada. “No âmbito das Novas Oportunidades temos de pensar nos alunos que querem prosseguir os estudos e também naqueles que querem ficar com o 12º ano, mas que precisam de uma qualificação profissional”, sublinhou.

Segundo a responsável, a EST vai avançar com uma parceria com a Universidade Lusíada para um curso de especialização tecnológica. “Será dirigido aos alunos que completam o 12º ano, que não vão para a Universidade, que não arranjam emprego e que pretendem uma qualificação de nível IV”, adiantou.