Leo Clube da Trofa promoveu rastreio de saúde em S. Romão do Coronado.

De bata branca e luvas de látex, os elementos do Leo Clube da Trofa transformaram-se em enfermeiros e técnicos de saúde durante o dia 19 de Fevereiro, sábado, na ASCOR (Associação de Solidariedade Social do Coronado), em S. Romão do Coronado.

Para além de terem a oportunidade de falarem com uma enfermeira sobre a sua saúde, que  participou nos rastreios pôde medir a tensão arterial, a glicose (diabetes) e o índice de massa corporal e ainda fazer um exame visual de despiste. A iniciativa partiu dos jovens Leos com o objectivo de “sensibilizar as pessoas para a importância de manter hábitos saudáveis”, como explicou Cátia Rodrigues, presidente do movimento. “Como tínhamos algum material que nos ofereceram e achámos importante investir na saúde das pessoas, quisemos fazer um rastreio, mas descentralizado, pois nas freguesias mais afastadas do centro muitas vezes estas coisas são esquecidas”, acrescentou.

Cátia Rodrigues reconheceu que estas iniciativas “são sempre importantes”, recordando uma situação que aconteceu na manhã de sábado: “Tivemos aqui um senhor que tinha a tensão alta. É óbvio que nós aqui não resolvemos os problemas, mas encaminhamos as pessoas mediante os valores apresentados, de forma a que continuem a fazer estes testes nas farmácias ou nos centros de saúde”.