Durante quatro dias, Santiago de Bougado vai estar em festa. De 12 a 15 de agosto, humor, fumeiro, fado e melão casca de carvalho vão estar em destaque na última iniciativa de verão promovida pela Junta de Freguesia.

Face ao sucesso crescente do Bougado em Festa, o executivo decidiu alargar o evento que decorre no Souto de Bairros. Depois de algum tempo ausente, devido a problemas de saúde, António Azevedo está convicto de que todo o trabalho desenvolvido “valerá a pena”. Sem nunca esquecer o trabalho “incansável” do vice-presidente, Miguel Costa, o autarca não esconde que a preparação de uma iniciativa como esta “é custosa”.

No entanto, o sentimento de “dever” fala mais alto e o executivo bougadense quer fazer jus ao compromisso assumido de apoiar as associações, que vão estar presentes em stands para mostrarem o que fazem e angariarem alguns fundos.

E como festa sem comida não é a mesma coisa, o Rancho Etnográfico e o Grupo de Danças e Cantares vão estar encarregados de “oferecer” “bons petiscos e vinho” nas tasquinhas montadas à semelhança das edições anteriores do evento.

“O Bougado em Festa é, essencialmente, para as associações poderem ganhar algum dinheiro, através de tômbolas, da venda nas tasquinhas e de melões. Basicamente, a Junta dá às associações a cana para elas pescarem”, asseverou.

As novidades também são condição necessária para atrair o público, por isso, António Azevedo anunciou um stand onde serão servidas sobremesas e outro que terá queijos. Mas as inovações não param por aqui: um espaço está reservado para acolher a exposição de estrumpfes, do colecionador trofense Vítor Macedo, para deliciar miúdos e graúdos.

“Estamos a crescer aos poucos, pois queremos dar um passo de cada vez. O nosso orçamento é limitado, mas temos consciência de quais são as nossas capacidades financeiras quando fazemos estes eventos”, referiu António Azevedo.

 

 

Doze de agosto, dia da abertura, será dedicado ao humor, com a presença de quatro artistas.

No sábado, um dos destaques é o torneio quadrangular de futebol de praia com as associações desportivas da freguesia e a animação noturna a cargo de Quinzinho de Portugal.

No domingo, o Souto de Bairros vai acolher a Feira à Moda Antiga e uma noite de fados. No feriado de 15 de agosto, o melão casca de carvalho é “rei” com o tradicional concurso, que será acompanhado com cantares ao desafio.

Não podemos deixar cair as tradições”

Para António Azevedo é importante manter vivas as tradições, como a Feira à Moda Antiga e outras romarias como do dia de Santiago. Esta festa foi organizada pela Junta, já que “a população da Lagoa não organiza nada” ao contrário da de Bairros, que “promove as festas de Nossa Senhora do Desterro” ou de Cidai, “com as festas de Nossa Senhora da Alegria e S. Gens”.

Este ano, Santiago foi relembrado com uma eucaristia, a atuação dos concorrentes da freguesia no Festival da Canção e uma sessão de fogo de artifício, para “relembrar que o povo da Lagoa precisa de ser bairrista, porque as tradições estão a acabar e não se pode deixar cair”, sublinhou o autarca.

 

{fcomment}