São as festas mais famosas de São Romão e prometem agradar a toda a população da Freguesia. Para além das "surpresas" a atracção do cartaz das festas em Honra a Santa Eulália é a cantora Romana, que actuará no domingo.

   Durante quatro dias, entre 3 e 6 de Agosto, S. Romão do Coronado vai promover as festividades em Honra a Santa Eulália. À semelhança do que acontece desde 1999, a Freguesia intercalou as comemorações desta Santa com São Bartolomeu, este festejado no ano passado.

Variedade foi a palavra-chave destas festividades, que teve como presidente da comissão de festas Vitor Martins. "Procuramos fazer um programa variado, para podermos abranger toda a gente. Na sexta-feira temos folclore, com a actuação do grupo os Cavaquinhos de Arcos. No dia seguinte, pelas 21h30, haverá um espectáculo de variedades com a banda musical "Império Show". No domingo a banda de música Alvarense percorrerá várias zonas da freguesia e à noite Marta Miranda vai abrilhantar as festas e de seguida teremos a atracção musical que será a cantora Romana. Na segunda-feira, teremos uma parte diferente, teremos com dois grupos, os "Amigos do Ambiente" provenientes da Câmara Municipal da Maia, e por fim teremos uma concentração de concertinas e depois os cantares ao desafio que o povo tanto gosta".

O presidente aproveitou para sublinhar que todos os dias haverá fogo de artifício e muitas surpresas no domingo à noite.

 No que concerne à parte religiosa, haverá no dia principal das festas, domingo, uma Missa Solene em Honra de Sta Eulália, pelas 9h31. Pela tarde, "haverá uma majestosa procissão com 16 andores enfeitados com flores naturais e percorrendo o trajecto habitual, ou seja, sai pela Igreja Matriz, passa pela Capela de Santa Eulália e regressa à Igreja". Esta procissão poderá atingir "entre os 5 mil e os 7mil euros e engloba cerca de duas centenas de pessoas", referiu Vitor Martin, acrescentando que "no sábado à noite os andores poderão ser apreciados na Capela, excepto o andor da Santa Eulália que estará na Igreja Matriz".

 

Comissão de Festas

Apesar de todas as dificuldades que surgem no planeamento de uma festa desta dimensão, todos os anos um grupo de pessoas reúne-se para organizar as comemorações ou de Santa Eulália ou de S. Bartolomeu.

A comissão de festas é eleita e começa, desde logo, com a apresentação de um projecto para angariação de fundos e que é composto por várias iniciativas para atrair o maior número de pessoas.

 Vitor Martins expôs algumas medidas que a comissão de festas organizou para angariação de fundos: "iniciamos com o sorteio de Natal em conjunto com o cabaz, no qual vendemos rifas. Depois temos o carnaval, que 'puxando a brasa à minha sardinha' é o melhor Carnaval tradicional do concelho. Temos a festa do Sarrabulho, em que temos que reunir cerca de 600 pessoas para colaborarem, o Porco no Espeto e a noitada de S. João. Para além disto temos em funcionamento uma tasquinha, com a ajuda de algumas mulheres na cozinha, que são imprescindíveis".

Relativamente aos apoios, o presidente referiu a ajuda da autarquia trofense, no que respeita à parte logística, "com a elaboração dos convites e os brindes".

Convicto que sem a sua colaboração as festas não teriam o mesmo brilho, Vitor Martins, aproveitou para agradecer "a todos os patrocinadores e, especialmente à população de S. Romão do Coronado".

 

Freguesia em crescimento

Apesar de não ter uma grande quantidade de indústrias, o número de habitantes da Freguesia de S. Romão do Coronado tem aumentado, estando muito próximo dos 5 mil. A população tem aumentado, muito graças à estação de caminhos de ferro, que veio melhorar as condições de acessibilidade, colocando S. Romão a cerca de 20 minutos do centro da cidade do Porto. e também por esta freguesia estar muito próxima do Porto.