Em apenas cinco anos, a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão conseguiu duplicar a rede de saneamento básico, que passou de uma taxa de cerca de 35 por cento da população servida para uma taxa de cobertura que se situa nos 65 por cento da população.

Este dado, que diz muito do desenvolvimento ambiental registado nos últimos tempos em Vila Nova de Famalicão, foi revelado pelo presidente da Câmara Municipal, Armindo Costa, ao lançar mais uma frente de obras de instalação da rede de saneamento básico, desta vez nas freguesias de Pousada de Saramagos e Vermoim, na zona nascente do município.

Segundo Armindo Costa, "o plano de investimento prossegue de acordo com a programação prevista", desde que assumiu a presidência do município, em 2002, prevendo uma cobertura das redes de água e saneamento básico praticamente total nas 49 freguesias de Vila Nova de Famalicão até 2013, ou seja, nos próximos seis anos.

A nova empreitada prevê a instalação de mais 17,5 quilómetros de rede, que envolvem 1062 ramais domiciliários nas freguesias de Vermoim e Pousada de Saramagos. O auto de consignação da obra foi assinado na última sexta-feira, numa cerimónia que contou com as presenças de Armindo Costa, dos presidentes de Junta das Freguesias de Vermoim e Pousada de Saramagos, Xavier Forte e António Sousa, respectivamente, entre vários habitantes das freguesias e autarcas.armindo-costa-apresentou-no.jpg

A obra, que implica um investimento de 734 mil euros, foi entregue à empresa Armindo Fernandes Gomes, Lda, com um prazo de execução de 550 dias. Depois do lançamento das obras de saneamento básico em S. Miguel de Seide, Lousado, Riba de Ave e Brufe, a Câmara Municipal de Famalicão avança agora esta obra na zona nascente do concelho. “É mais um grande investimento na qualidade de vida e bem-estar dos famalicenses”, referiu Armindo Costa, salientando que “este é o caminho” .

Afirmando que a instalação de saneamento básico nas freguesias “é uma obra essencial”, o edil adiantou que actualmente “o município tem uma taxa de cobertura da rede de água próxima dos 85 por cento, enquanto no âmbito do saneamento básico a taxa é de 65 por cento”. “São números muito bons, pois demonstram que investimos muito nos últimos seis anos”, realçou.

Para o presidente da Junta de Freguesia de Vermoim, “esta é uma obra necessária na freguesia, que vai contribuir para a melhoria da qualidade de vida”. Por sua vez, o presidente da Junta de Freguesia de Pousada de Saramagos referiu que “a instalação de saneamento básico é uma anseio antigo da freguesia”, acrescentando que “esta obra vai incidir sobre a zona mais populosa de Pousada de Saramagos”.