O S. Romão começou bem o jogo e colocou-se em vantagem logo no primeiro minuto, mas depois de ter aguentado a pressão do adversário acusou alguma falta de iniciativa ofensiva, que acabou por ser fatal. O técnico romanense queixa-se da "falta de empenho" dos jogadores.

   O Futebol Clube S. Romão não começou a segunda volta do campeonato da melhor maneira. O conjunto comandado por José Carvalho não evitou o desaire com os Lusitanos de Santa Cruz, por três bolas a uma, numa partida que marca o reinício da 2ª Divisão da Associação de Futebol do Porto, série 1.

O S. Romão começou bem o jogo e colocou-se em vantagem logo no primeiro minuto, mas depois de ter aguentado a pressão do adversário acusou alguma falta de iniciativa ofensiva, que acabou por ser fatal. Os Lusitanos conseguiram marcar dois golos ainda antes do intervalo, na sequência de lances de bola parada.

Na segunda metade da partida o S. Romão tentou chegar ao golo do empate, mas não teve uma tarde de sorte. Bolas ao ferro e a inspiração do guarda-redes evitaram que a equipa romanense conquistasse pontos nesta décima quarta jornada.

Ainda antes do apito final, a equipa do Lusitanos acabou por fixar o resultado em 3-1, a partir de um contra-ataque, quando o adversário tentava o tento da igualdade.

Em declarações ao NT, o técnico José Carvalho mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores: "há atletas do S. Romão que têm de se convencer que é muita responsabilidade envergar esta camisola e eles não estão a senti-la. A maior parte dos jogadores não treinam e depois pensam que chega só jogar, mas não é assim".

O técnico adjunto, Leonardo Costa, referiu ainda que os atletas "facilitam, porque não há muitas opções no plantel e faltam aos treinos e nem se esforçam o suficiente nos próprios jogos. Isto faz com que cheguemos a domingo e tenha que fazer sempre alterações". As dificuldades financeiras do clube são um dos obstáculos ao incentivo dos jogadores "que estão no clube por carolice".

Para resolver o problema da competitividade, os técnicos pretendem reforçar o plantel e já garantiram a contratação do Vitó, ex-Guilhabreu. Os treinadores pretendem também um central e um ponta de lança."Estamos a pensar inscrever outro atleta, do Bougadense. Estamos em contactos com o técnico Renato Pontes, que afirmou ser uma mais valia para o nosso clube", afirmou Leonardo Costa.

Já Tino e Juvenal abandonaram o S. Romão. "A perda do Tino vai se notar muito, porque era uma peça fundamental para conseguirmos marcar golos", referiu José Carvalho, acrescentando que o objectivo de ficar entre os primeiros lugares "mantém-se".

 

Resultados 14ª jornada

Pedroso 1-2 Gondim

Ramaldense 2-2 Atl. Vilar

Os Lusitanos 3-1 S. Romão

Inter Milheirós 3-2 Águas Santas

Vila Chá 1-2 Desp. Portugal

Sporting Cruz 4-3 Atl. Rio Tinto

Mindelo 0-2 Vilar Pinheiro

 

Próxima jornada (13-01-2008)

Vilar Pinheiro-Pedroso

Gondim-Ramaldense

Atl. Vilar-Os Lusitanos

S. Romão-Inter Milheirós

Águas Santas-Vila Chá

Desp. Portugal-Sporting Cruz

Atl. Rio Tinto-Mindelo

 

Classificação

  1. Gondim – 38 pontos

  2. Sporting Cruz – 32 pontos

  3. Desp. Portugal – 32 pontos

  4. Pedroso – 23 pontos

  5. Águas Santas – 20 pontos

  6. Rio Tinto – 18 pontos

  7. Vilar Pinheiro – 18 pontos

  8. Inter Milheirós – 16 pontos

  9. Vila Chá – 16 pontos

  10. S. Romão – 16 pontos

  11. Os Lusitanos – 15 pontos

  12. Atl. Vilar – 14 pontos

  13. Ramaldense – 14 pontos

  14. Mindelo – 4 pontos