A Associação Recreativa S. Pedro da Maganha organizou um leilão de oferendas na tarde de domingo, 3 de fevereiro, onde angariou “cerca de dois mil euros”, para custear a construção da sede.

 “Tudo o que tínhamos para leiloar foi leiloado. O resultado foi o melhor que esperávamos, foi muito bom”. O sentimento é de António Castro, presidente da Associação Recreativa S. Pedro da Maganha, no balanço da realização de mais um leilão de oferendas, com o objetivo de “cobrir as despesas da construção da sede”.

“Cerca de dois mil euros” foi o valor angariado, através da venda dos “11 atrelados de madeira”, oferecidos pela Junta de Freguesia de Santiago de Bougado, e do “bom número de segredos”, entre comes e bebes, cedidos pela comunidade.

O presidente da associação contou que, desde que começaram a fazer leilões, este foi o que “rendeu mais”, fazendo por isso um balanço “positivo” desta atividade. “Tínhamos um saldo negativo na associação, uma vez que andávamos com a obras e para completar com a placa tivemos que ficar a dever a alguém. Neste momento não devemos nada a ninguém. O saldo foi liquidado”, declarou.

Neste momento, o rés do chão da sede da associação já contou com o trabalho de pedreiro, faltando agora “as especialidades”, como trolha e eletricista.

António Castro aproveitou para agradecer a “todas as pessoas” que participaram e colaboraram com este leilão, pedindo para que “não desanimem” e que “continuem” a ajudar, pois a associação precisa da “colaboração dessas pessoas” para “acabar a obra”.

A próxima atividade será a comemoração do aniversário do S. Pedro da Maganha, que se realiza entre os dias 7 e 9 de março. Provas de BTT, lançamento de foguetes a “simbolizar” o aniversário e um torneio de futsal, aberto a toda a comunidade, são algumas das atividades que farão parte do programa.