Atuação do cantor Rui Bandeira e a Procissão foram os pontos altos das festas em honra do Divino Espírito Santo, que se realizou entre os dias 18 e 20 de maio, em S. Mamede do Coronado.

Centenas de pessoas encheram o largo da Capela do Espírito Santo, em S. Mamede do Coronado, para assistirem à atuação do Rui Bandeira, que apresentou na noite de sábado, dia 18 de maio, o seu mais recente trabalho “Chegou a Hora”.

Já na parte religiosa, “bastantes pessoas” assistiram à procissão, ao início da tarde de domingo, que saiu da Igreja Matriz da freguesia em direção à Capela do Espírito Santo. Esta foi “uma das mais completas”, onde além dos andores e figuras litúrgicas, seguiam os jovens que fizeram a Profissão de Fé.

Estas duas atividades foram, segundo Manuel Silva, vice-presidente da Comissão de festas, os pontos altos das festividades em honra do Divino Espírito Santo, em S. Mamede do Coronado. “Foi mesmo o ponto mais alto, pois atraiu mais pessoas. Não faço a mínima ideia de quantas pessoas estavam a assistir ao espetáculo de Rui Bandeira, mas o arraial estava todo cheio, tanto à beira do palco como junto aos divertimentos”, denotou.

Para Manuel Silva as festas correram “bem”, tendo este sido o “primeiro ano” em que o programa contava com o espetáculo de “três grupos”. A comissão de festas fez um balanço “positivo”: “Tendo em conta o estado do País, a muito custo conseguimos realizar as festas e como diz o ditado ‘com migalhas se fez pão’”. “Conseguimos fazer a festa e levá-la a bom porto”, concluiu.

Durante os quatro dias de festividades, houve espetáculos musicais dos grupos Tekos, da Marta Lopez e da banda Millenium, tendo sido ainda possível assistir à grande final da 7ª edição do Karaoke 2013, à atuação de bandas de música e de ranchos folclóricos.