Este ano coube à Vigararia Trofa/Vila do Conde a organização da Peregrinação dos Frágeis da zona Pastoral norte da Diocese do Porto, que se realizou no domingo, dia 19 de maio.

“Cerca de 1200 pessoas” marcaram presença na Peregrinação dos Frágeis. Num “ambiente de paz”, a Igreja Nova, em S. Martinho de Bougado, acolheu uma Eucaristia, presidida pelo D. Pio Alves, Bispo Auxiliar do Porto, que foi vivida com “fé” pelas pessoas presentes.

No final da cerimónia eucarística, o andor da imagem de Nossa Senhora de Fátima, transportada pelos escuteiros, e os três Pastorinhos deram a volta no interior da igreja, fazendo um cenário semelhante ao vivido em Fátima. O adeus à Nossa Senhora foi um dos “momentos marcantes”, que “encheu de alegria” as pessoas, que estavam “sensibilizadas, a chorar e felizes”. No entanto, segundo Jaime Gomes, responsável pela Conferência S. Vicente de Paulo de S. Martinho, apesar de as pessoas estarem “cansadas”, estavam “felizes”.

Para Jaime Gomes o balanço desta iniciativa só podia ser “positivo” devido à “quantidade de pessoas” que estiveram presentes e de terem ficado “realmente muito satisfeitas”. “Acho que naquele dia posso dizer que esteve Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo e, muito importante para as pessoas daquela idade, a Nossa Senhora de Fátima”, afirmou.

A realização deste “momento bonito com todas as condições possíveis” foi realizável graças às “180 pessoas”, que ajudaram com “muita alegria, satisfação e amor”. Jaime Gomes agradeceu o trabalho de todos “os movimentos paroquiais da zona Pastoral Norte da Diocese do Porto”, escuteiros, “14 enfermeiros, seis médicos” e elementos dos Bombeiros Voluntários da Trofa, que fizeram o transporte de doentes. “Quero agradecer a todas as pessoas que nos ajudaram para que realmente fosse o sucesso que estávamos à espera. Quem tem fé não tem dúvidas que as coisas acontecem, mas exige de todos muito trabalho, muito querer e deixar muitas vezes a nossa família para estarmos com todos aqueles idosos e pessoas que estão mais frágeis”, denotou.

A iniciativa, dinamizada ao nível da Diocese do Porto, foi organizada pela Vigararia Trofa/Vila do Conde, que faz parte da zona Pastoral Norte, constituída também pelos concelhos de Paços de Ferreira, Lousada e Santo Tirso.

“Antigamente” a cerimónia era organizada pelas várias paróquias da Diocese do Porto, mas, como era “uma loucura devido ao trabalho”, decidiu-se dividir a Diocese por zonas, sendo que cada uma tinha a sua celebração.