A segunda edição do S. Mamede ConVida promete animar o Largo do Espírito Santo. Junta de Freguesia vai homenagear escultor mamedense no certame.

De 30 de agosto a 2 de setembro, o Largo do Divino Espírito Santo, em S. Mamede do Coronado, enche-se com as forças vivas da freguesia para mostrar o que de melhor se faz ali ao nível do artesanato, associativismo, juventude e restaurantes. 

A iniciativa “S. Mamede ConVida” conta com um orçamento equivalente ao da primeira edição, “cerca de 4900 euros”, que foi possível angariar, em grande parte, pelo voluntarismo dos mamedenses que participaram no Banco Local Voluntariado (BLV). Este projeto nasceu sob a batuta da Junta de Freguesia de S. Mamede do Coronado, que cedo percebeu que as receitas não chegariam para a realização deste evento.

Com o BLV e o trabalho dos mamedenses, foi possível realizar diversas atividades de angariação de fundos, que tiveram sucesso. “Foi uma ajuda preciosa para a realização deste evento, porque se assim não fosse, a Junta de Freguesia por si só comprometia o financiamento, porque é uma iniciativa que não é barata, a maior despesa é o aluguer dos stands e os apoios são cada vez menores.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.