Foram às centenas os romeiros que este fim-de-semana visitaram a freguesia de S. Romão do Coronado e as suas tradicionais festas em honra de S. Bartolomeu. A procissão, um dos pontos altos das festividades, atraiu os curiosos para ver os 15 andores decorados e levados, com devoção, pela população.

  “Tudo correu como planeado” e com a ajuda das pessoas de S. Romão do Coronado, “conseguimos fazer uma boa gestão e organização da festa”, afirmou, em jeito de balanço, Germano Pereira, presidente da Comissão de Festas em honra de S. Bartolomeu.

Já têm nomes apontados para a próxima Comissão de Festas de S. Bartolomeu, em 2010, assim como nomes inscritos para a procissão, o que garante a continuidade das festividades.

No entanto, ano após ano, as Comissões notam uma maior dificuldade na organização da romaria. “Tivemos grandes dificuldades em arranjar dinheiro para suportar as despesas da festa, o que fez com que o cartaz fosse menos apelativo que em outros anos, nomeadamente na actuação da noite de sábado, mas com esta crise tivemos que jogar pelo seguro e contratar um artista mais em conta, mas ainda assim conseguimos fazer uma bonita festa e acabamos por ter a mesma afluência que em outros anos”, explicou o presidente da comissão.

A preparar estes três dias de festa desde Setembro, muitas foram as actividades organizadas para conseguir angariar o dinheiro suficiente. “Começamos a trabalhar nesta comissão de festas e fizemos vários eventos para conseguir angariar fundos, mas cada vez é mais difícil arranjar patrocínios, o que acaba por nos limitar”, acrescentou Germano.

 Pela primeira vez no comando das festividades religiosas em honra de S. Bartolomeu, Manuel Domingues dos Santos, pároco da freguesia, fez um balanço bastante positivo das comemorações: “Tivemos três grandes e animados dias de festa, com um cartaz atractivo e uma festa bem organizada pelo grupo da Comissão de Festas de S. Bartolomeu”.

Quanto ao número de participantes o pároco afirmou, em entrevista ao NT, ter ficado bastante satisfeito com a participação das pessoas nas festividades religiosas e nas animações preparadas pela Comissão de festas. “Houve uma forte adesão da população a estas festividades, não só na animação das noites, mas também nos pontos altos desta grande festa, as Eucaristias e a Procissão, o que se reflectiu em quinze andores que foram levados ao longo das ruas. Já estive à frente de outras paroquias e tal como tem acontecido em outras freguesias, também o povo de S. Romão é dedicado aos seus padroeiros, desde a Comissão de Festas e passando por todas as pessoas que deram o seu contributo para que estes dias corressem pelo melhor”.

A dificuldade em organizar as romarias na freguesia também foi um dos pontos referido por Guilherme Ramos, presidente da Junta de freguesia. “Estes três dias de festa correram bem, atendendo a que se torna cada vez mais difícil reunir as condições necessárias para se realizarem este tipo de eventos”, frisou.

“Este ano tivemos mais visitantes, o que se poderá dever ao facto de algumas novidades no cartaz, nomeadamente a actuação de um grupo de dança infantil da Associação Recreativa e Desportiva do Coronado, os LOL Dance, e a actuação dos vencedores do Concurso de Karaoke levado a cabo pela Comissão de Festas de S. Bartolomeu, o que atraiu grande número de pessoas, que acabavam por chamar familiares e amigos para verem a actuação dos seus conhecidos”, acrescentou o edil.

O presidente da Junta mostrou-se ainda receptivo à participação de instituições e grupos da freguesia nas festas. “Temos incentivado as associações e instituições de S. Romão para que se unam e participem neste tipo de eventos, enriquecendo-os e divulgando o seu próprio trabalho. Quando as instituições nos solicitam ajudas, um dos pontos que frisamos é a possibilidade de estarem no futuro disponíveis para festividades como estas, porque se todos derem o seu contributo conseguimos ter organizações mais grandiosas e com maiores facilidades, o que engrandece a nossa freguesia”, concluiu.

A festa em honra de S. Bartolomeu realiza-se de dois em dois anos. Este ano as comemorações começaram no dia 22 de Agosto com a actuação de três ranchos folclóricos. No sábado, dia 23 subiu ao palco o artista de música ligeira portuguesa Jorge Ferreira, as animações do dia terminaram com uma sessão de fogo de artifício. No domingo, último dia das festividades, actuaram os finalistas do concurso de Karaoke e a banda Ivason.