“Família, Escola e Sociedade” foi o tema do debate promovido pelo Rotary Club da Trofa. No final da iniciativa foi entregue um computador portátil ao Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP) da Trofa.

Educar é uma palavra oriunda do latim ducere, que significa conduzir ou orientar. Educar é uma palavra maioritariamente conjugada pelos pais, mas também pelas escolas. Estas foram algumas ideias que serviram de mote para o debate organizadopelo Rotary Club da Trofa, na sexta-feira, na Junta de Freguesia de Santiago de Bougado.

João Lopes, professor do Departamento de Psicologia da Universidade do Minho, foi o orador que adoptou uma postura de proximidade para com os assistentes, na maioria pais, e expôs os principais problemas na “Família, Escola e Sociedade”. Para aconselhar os pais, o professor deixou as duas regras de ouro da “boa parentalidade”: “Primeiro haver regras e depois haver atenção e disponibilidade”.

Para terminar a conversa, João Lopes deu um exemplo, com um toque de humor: “Na Escola Industrial de Matosinhos há 40 anos, estava um aluno sentado na cadeira e inclinado para trás, tinha os pés em cima da mesa da frente e a cabeça na mesa de trás. E porque é que ele estava assim? Porque era a aula de inglês, do professor baixo, de barbas e vermelho, que entrou na sala e reagiu: – Se o teu pai te visse em casa com os pés em cima da mesa o que é que fazia? E o aluno respondeu: – O meu pai respondia ‘Pensas que estás na Escola Industrial de Matosinhos ou quê?’”. A palestra terminou, por isso, com as gargalhadas de todos e com a certeza, por parte do presidente do Rotary, de que a iniciativa “foi um sucesso”.

“Esta palestra é um agitar de consciências. O objectivo era debater um tema bastante actual com algumas problemáticas associadas e alguns paradigmas, principalmente nesta relação entre professores, pais, jovens e a sociedade que hoje se constrói”, explicou António Charro, presidente do Rotary Club da Trofa.

António Charro, fez ainda questão de destacar a presença de Joana Lima, edil trofense e do vereador Assis Serra Neves e agradeceu, ainda, à Junta de Freguesia de Santiago de Bougado pela disponibilização do auditório. “Para nós este gesto é a clara demonstração de que esta Câmara Municipal reconhece nas associações de intervenção social um papel importante na crescente melhoria da qualidade de vida da comunidade onde se inserem”, acrescentou.

 

Rotary e Rotaract oferecem computador ao CAFAP

“O verbo ‘dar’ vai conjugar-se em quase todos os tempos”. Esta foi a garantia do presidente do Rotary Clube da Trofa que, já na sexta-feira, entregou um computador portátil CAFAP da Trofa, uma valência da Associação de Solidariedade e Acção Social (ASAS). “É uma iniciativa conjunta do Rotary Clube da Trofa e Santo Tirso e do Rotaract Clube da Trofa que no dia 13 de Novembro realizaram um magusto e da recolha dos fundos resultou a aquisição de um computador que a ASAS diagnosticou como uma falta para os seus técnicos”, adiantou.

O Rotary Nacional dedica o mês de Dezembro ao tema da família, por isso, outras iniciativas são de esperar por parte do Clube da Trofa.