ricardonascimentoO médio Ricardo Nascimento anunciou hoje ter acordado de forma amigável a rescisão de contrato com o Trofense, último classificado da Liga portuguesa de futebol.

Em conferência de imprensa realizada no Porto, Ricardo Nascimento optou por não revelar as causas do processo instaurado pelo Trofense, cuja nota de culpa não chegou a receber, embora tenha recordado que o seu “feitio frontal” nem sempre agrada a todos.

“Depois de várias tentativas de conciliação, chegámos hoje a acordo. Quero enaltecer o profissionalismo e empenho dos dirigentes, que tudo fizeram para resolver o impasse”, disse.

Nascimento, 34 anos, ingressou em 2007/08 no Trofense, então na Liga de Honra, depois de quatro anos dourados no FC Seul, da Coreia, clube, diz, que o idolatrou.

“Estou de consciência tranquila. Muitas pessoas dizem-me que eu deveria ter jogado no Benfica, Porto ou Sporting. Mas eu tenho jogado sempre em clubes que me querem e nos quais me sinto bem”, prosseguiu.

O médio ofensivo diz sentir-se agora “livre como um passarinho” e preparado para continuar a jogar em Portugal e na Liga principal.

“Estou com muita vontade de continuar a jogar e comecei já a ser contactado nesse sentido. Em breve, tudo ficará resolvido e em Janeiro já devo estar de volta”, assegurou.

Ricardo Nascimento, que tinha contrato até final da presente temporada, disse ainda não ter qualquer problema com o treinador do Trofense, Tulipa, mas também explicou que o ex-técnico do Estoril nunca o confrontou com qualquer alegado problema disciplinar.

Enquanto uns saem, outros tentam entrar. Silas, um jovem avançado brasileiro, de 21 anos, começou esta terça-feira a tentar mostrar as suas potencialidades a Tulipa.

{mp3remote}http://mp3.rtp.pt/mp3/wavrss/desp/futebol/31752_23920.mp3{/mp3remote}
Som Antena 1