O Rotary Club da Trofa foi o anfitrião do encontro anual dos clubes rotários de Santo Tirso, Ermesinde e Vizela.

 “Viveu-se uma extraordinária jornada de espírito rotário, ao nível da partilha e amizade e sobretudo dando um contributo significativo para ajudar quem precisa no mundo”. Foi desta forma que António Pontes, presidente do Rotary Club da Trofa fez um balanço do encontro anual, que juntou cerca de 100 pessoas do grupo SerViTa, que compreende os clubes rotários de Santo Tirso, Trofa, Ermesinde e Vizela, na noite de segunda-feira, dia 11 de março.

Todos os anos, um clube do grupo SerViTa organiza o encontro anual, sendo que, este ano, foi o Rotary Club da Trofa o anfitrião desta iniciativa, que junta “os clubes afilhados de Santo Tirso”. “Podemos assim renovar o companheirismo e amizade entre os membros dos clubes e ter a possibilidade de partilhar experiências e projetos de cada clube com os demais”, declarou.

O “grande objetivo” desta reunião foi estabelecer “uma jornada de apoio à erradicação da poliomielite no mundo”. Nesse seguimento, o clube da Trofa propôs aos presentes “ligarem para este número de combate a esta enfermidade”, tendo reunindo “cerca de 100 vacinas”, que vão “salvar 100 vidas nos países onde esta doença ainda é um flagelo”. O Rotary Club da Trofa conseguiu ainda “60 adesões” à iniciativa “Maior Comercial do Mundo”, em que “cada pessoa se deixa fotografar para o site de combate a esta doença”, conseguindo mais 60 vacinas.

Segundo António Pontes o feedback recebido durante a reunião foi “ótimo”, pois além do “contributo e sentido de realização que cada um fez”, o momento foi vivido com “alegria”. Por essa razão, o balanço só poderia ser “muito positivo”. “No final, todos estavam felizes por terem participado neste evento. Quando é assim, só podemos estar satisfeitos e realizados com a atividade realizada”, acrescentou.

O encontro anual contou com “momentos musicais” a cargo de José Piloto de Vizela, que cantou temas rotários, designadamente o alusivo ao lema deste ano “Paz através do Servir” e que pôs “toda a gente a cantar e a bater palmas”. Uma sessão que contou com a presença de Teresinha Fraga, Governadora do distrito 1970, Diamantino Gomes, presidente da Fundação Rotária Portuguesa, Joana Lima, presidente da Câmara Municipal da Trofa, Maria Elisete Leal, presidente do Lions Clube da Trofa, e Daniela Esteves, presidente da Delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa.

Recorde-se que o Rotary da Trofa tem “vários âmbitos de atuação”, como é o caso do “combate à fome e pobreza”, em parceria com as Conferências de S. Vicente de Paulo, e a Universidade Sénior de Rotary, em parceria com a Associação Humanitária dos Bombeiros da Trofa. Já a nível nacional, participa no Peditório Anual da Liga Portuguesa Contra o Cancro.