O projecto Quadrilátero Digital, que resulta de uma parceria entre os municípios de Famalicão, Braga, Barcelos e Guimarães, tendo por objectivo a instalação de uma malha regional de fibra óptica, “é uma infra-estrutura digital que será muito importante para a competitividade das empresas do Baixo Minho”, afirmou Armindo Costa, nesta segunda-feira, na cerimónia de apresentação do novo portal do município de Famalicão na Internet e de novos projectos em matéria de tecnologias de informação e comunicação que estão em curso no concelho.

O Quadrilátero Digital vai traduzir-se numa interligação por rede de fibra óptica dos quatro principais concelhos do Baixo Minho (Famalicão, Barcelos, Braga e Guimarães), para além da instalação de um anel em cada cidade. A implementação deste projecto durará 4 anos, prevendo-se para este ano a definição do projecto e preparação da obra.
O projecto do Quadrilátero Digital implicou uma candidatura dos quatro municípios aos fundos comunitários, no montante global de 8 milhões de euros, cabendo ao município de Famalicão uma fatia de 1,8 milhões de euros. O objectivo é criar uma infra-estrutura regional de comunicação de dados, que ficará à disposição dos organismos públicos e do tecido económico da região.
“Trata-se de uma infra-estrutura digital que será muito importante para a competitividade das empresas de Famalicão e do Baixo Minho”, destacou Armindo Costa, ao falar dos vários projectos em curso no concelho ao nível das novas tecnologias de informação e comunicação.
Para além do novo portal do município e do projecto do Quadrilátero Digital, Armindo Costa destacou a criação de diversos espaços Internet, o projecto da “Ambulância Tecnológica” de apoio às escolas do 1º Ciclo, o Centro de Dados do Vale do Ave, o governo electrónico autárquico e o Plano Tecnológico da Educação de Famalicão.
 “O desenvolvimento da Internet e das tecnologias de informação e comunicação acarretou mudanças que transformaram para sempre o paradigma da gestão autárquica”, destacou Armindo Costa, considerando que, “por força da Internet e das novas tecnologias de informação e comunicação, temos em Famalicão uma gestão autárquica mais acessível, mais eficaz e mais transparente”. O edil lembrou, por exemplo, que hoje, na Câmara de Famalicão, “a tramitação de um processo é feita por meios electrónicos, ficando todos os passos registados até à decisão final”.
“Nos últimos anos, temos feito uma grande aposta na modernização tecnológica dos serviços municipais e nos meios de transmissão de informação”, destacou o autarca, no dia em que era apresentado o renovado portal municipal, acessível em www.vilanovadefamalicao.org.
O novo portal do Município, que é a maior base de dados sobre Famalicão disponível na rede, apresenta ligação directa para as páginas de várias instituições municipais presentes na Internet, designadamente a Biblioteca Camilo Castelo Branco, a Casa das Artes, a Casa de Camilo, o Museu da Indústria Têxtil e o Museu Bernardino Machado. “Estamos perante mais um posto de atendimento aos Famalicenses e uma grande porta de Famalicão aberta ao mundo inteiro”, considerou Armindo Costa.
O novo sítio do Município de Famalicão apresenta como uma das inovações o facto de permitir três entradas distintas, consoante o interesse do utilizador da Internet: uma entrada geral (a página inicial), uma entrada para um ambiente com informação direccionada para os negócios e uma terceira entrada para uma página com informação cultural e turística.
Para além de proporcionar novos serviços municipais “on-line” e o acesso fácil a toda informação municipal e documentos oficiais, tais como regulamentos e actas das reuniões da Assembleia Municipal e da Câmara Municipal, o portal do município de Famalicão aposta forte na informação, disponibilizando um serviço de notícias municipais, um serviço de fotografias da actividade camarária em alta resolução, um serviço de recortes de imprensa, com o que de mais importante é publicado sobre o concelho, assim como vídeos de reportagens televisivas.