Rancho Folclórico de Alvarelhos organiza a Feira Franca, que decorre entre os dias 10 e 12 de maio, junto ao Centro de Saúde da freguesia. 

“Estão todos convidados para a abertura oficial que é na sexta-feira, dia 10, às 18.30 horas, e acompanhar todo o programa disponível, pois a entrada é gratuita”. O convite é feito por Abílio Azevedo, presidente do Rancho Folclórico de Alvarelhos, para participar na primeira edição da Feira Franca, que decorre junto ao Centro de Saúde da freguesia, entre os dias 10 e 12 de maio.

“Ambicioso e diversificado”, o programa é o “retrato visível” daquilo que será o evento, que contará com “algumas surpresas”. Além dos expositores dos setores agrícola, comercial e industrial, o artesanato, as artes e ofícios não foram esquecidos, abarcando “manifestações artísticas, culturais e desportivas” de cariz diversificado, de forma a agradar desde os mais jovens aos mais velhos.

Com a duração de três dias, a Feira Franca tem um orçamento que “rondará os 15 mil euros”, para fazer face às despesas relacionadas com a logística, desde “a montagem dos stands, palco, tenda da gastronomia, ecrãs gigantes, eletricidade e a prova de atletismo”. Estes são os “custos diretos” e para os quais conta com o “apoio institucional, com a indispensável ajuda dos patrocinadores e dos lucros obtidos com as atividades desenvolvidas na feira”.

A ideia de organizar este certame surgiu pela “dinâmica” da nova direção do Rancho, que, além da “normal evolução” do grupo, pretende “diversificar estratégias que possam acrescentar valor à nossa terra e atrair forasteiros que possam absorver um pouco da nossa cultura e ajudar a organização a chegar ao equilíbrio financeiro”.

Para isso, a organização conta com o “empenho e dedicação” dos elementos do rancho, do movimento associativo do concelho e, sobretudo da freguesia, o que vai “acrescentar mais-valias e curiosidades”. “Deste modo, estarão reunidas as condições para que o certame possa deixar orgulhosos e satisfeitos, quer os nossos conterrâneos, quer os visitantes”, declarou.

Recorde-se que as Feiras Francas surgiram na Idade Média, com o intuito de promoverem as vendas, as compras e as diversões, “isento de qualquer direito fiscal, isto é, livres de ‘portagens e costumagens’”. Este é um dos principais propósitos desta atividade, “divulgar os costumes e as tradições da nossa região”, assim como a “angariar fundos para regularizar o pagamento do imóvel recentemente adquirido”, no qual funciona a sede do Rancho.

O facto de ser uma iniciativa nova na freguesia, eleva “um pouco as expectativas” da organização, que espera que este seja “o maior evento realizado nos últimos tempos e que mobilize o maior número de pessoas”. Aliás, é esta a ambição que dá “ânimo e predisposição” para à organização do evento, que espera que tenha “continuidade nos próximos anos, neste ou outro formato”. “Tudo faremos para não desiludir ninguém, estando conscientes das nossas limitações e preparados para resolver algum contratempo que possa surgir, mas, acima de tudo, estamos esperançados de que será um evento que marcará positivamente o trabalho desta direção”, referiu.

Abílio Azevedo espera que o “colorido proporcionado pela multidão” seja o “prato forte” deste certame. “Nem mesmo o clássico de futebol que opõe o Futebol Clube de Porto e o Sport Lisboa Benfica, pelas 20.30 horas, será motivo para afastar os visitantes, uma vez que providenciaremos um ecrã gigante para a transmissão do jogo, na tenda da gastronomia, para assim assistirem ao ‘espetáculo dentro do espetáculo’”, concluiu.

 

Programa diversificado para todos os gostos

No dia da inauguração, a animação noturna contará com arruadas de gaitas de foles e de Concertinas e Cantares ao Desafio, terminando com a atuação da tuna veterana Gestrintuna.

Já durante a manhã de sábado, a partir das 10 horas, há atividades lúdicas juvenis com jogos tradicionais, insufláveis e passeios de jerico. A organização promete uma tarde desportiva, onde não falta a atuação dos Alvadance e a Prova Nacional de Atletismo “Corrida Feira Franca de Alvarelhos”, terminando com a demonstração da Escola de Karaté de Alvarelhos Kyolushin. O dia termina com uma noite de folclore e atuação da banda Drain Zapping.

No último dia do certame, além de atividades lúdicas juvenis, desfile da Fanfarra e Agrupamento de Escuteiros, concentração de Equídeos e chegada do Alvacycling, haverá espetáculos de variedades com o Grupo de Cavaquinhos “Os Amigos da Trofa” e o Conjunto Típico “Reformados da Portugal Telecom”, atuação da banda Hypnotic Wall e da Banda João Norte e suas bailarinas.