Câmara Municipal da Trofa sensibiliza para o empreendedorismo e inovação social, numa sessão que decorreu no auditório do polo de Santiago da Junta de Freguesia de Bougado, na tarde do dia 12 de março.

“Quem se importa? Que mundo queremos? O que nos faz sentir vivos?” Com estas questões, a Câmara Municipal da Trofa pretendia levar a comunidade a refletir sobre o futuro da sociedade, numa sessão sobre empreendedorismo e inovação social, que decorreu no polo de Santiago da Junta de Freguesia de Bougado.

A plateia presente visualizou o filme “Quem se importa?” de Mara Marão e, no final, participou na tertúlia dinamizada por Tiago Ferreira do IES (Instituto de Empreendedorismo e Inovação Social) e por Sofia Lage da Fundação EDP, que pretendia “chamar a atenção da comunidade para esta questão”, segundo contou Isabel Veiga, chefe da Divisão da Ação Social.

Com esta sessão, a autarquia queria mostrar que podemos ser “autossuficientes” e ter “ideias inovadoras” no apoio às famílias mais carenciadas. “Cada um de nós pode ter uma boa ação. Podemos fazer uma certa atividade, que é o empreendedorismo e inovação social, e apoiar os outros”, declarou, explicando que foram convidadas a estarem presentes pessoas dos “vários quadrantes da comunidade” para lhes “mostrar que qualquer um pode fazer empreendedorismo e inovação social, qualquer um pode mudar o mundo”.

Um dos exemplos desta máxima está bem patente no filme através de uma criança que se “lembrou de dar água àquelas famílias mais necessitadas”.

A vereadora do pelouro da Ação Social, Lina Ramos, denotou que “é muito fácil” estar em casa e “nunca nos preocuparmos com o outro”, mas com este filme, que conta com “gente muito humana”, pretende-se mostrar que basta ter “ideias para ajudar”. “Não são só as mãos de quem tem dinheiro que pode fazer algo belo, todos juntos podemos fazê-lo”, frisou.

O empreendedorismo e inovação social integram um projeto que a autarquia está a desenvolver juntamente com a Área Metropolitana do Porto.