Uma colisão frontal entre duas viaturas provocou quatro feridos, dois dos quais em estado considerado grave, que foram assistidos pelo INEM e pelos Bombeiros da Trofa e transportados para o Hospital de S.João.

acidente-electrum-(1)O relógio marcava 02.52 horas da madrugada de terça-feira quando o alarme soou no quartel dos Bombeiros Voluntários da Trofa para um acidente na estrada nacional 14, na freguesia do Muro.

O choque frontal entre duas viaturas ligeiras de mercadorias terá sido provocado pelo despiste da carrinha Ford Transit que circulava no sentido Porto/Trofa e na curva do cemitério do Muro acabou por entrar em contra-mão, embatendo de frente na carrinha da empresa Electrumtrofa.

Da colisão resultaram quatro fer4idos, um dos quais ficou encarcerado e teve se der retirado pelos Bombeiros Voluntários da Trofa, que fizeram deslocar para o local três Ambulâncias de socorro (ABSC), uma viatura de desencarceramento (VSAT), uma viatura de combate a incêndio, que serviu para limpeza do pavimento e 15 homens.

Os Bombeiros da Trofa foram auxiliados uma Ambulância do INEM, da Maia, com 2 homens

e uma Viatura Medica, do Hospital S. João, tripulada por um Médico e enfermeiro

Dos quatro feridos, dois foram transportados para o Centro Hospitalar do Médio Ave em Santo Tirso, os outros dois mais graves foram transportados para o hospital S, João, Porto.

O transito esteve cortado, nos dois sentidos, e a circulação só foi reaberta por volta das 05:15 horas, após terem sido removidas as acidente-electrumviaturas e tomadas as devidas medidas de precaução em relação ao piso “colocação de absorvente devido aos óleos derramados” adiantou fonte do comando dos Bombeiros Voluntários da Trofa.

O NT contactou Carlos Martins, responsável da empresa Electrumtrofa que adiantou “os dois colaboradores da empresa seguiam para o Algarve, tinham saído da empresa há poucos minutos quando se deu o acidente. Foram os dois hospitalizados mas estão já em casa e estão a recuperar, com muitas nódoas negras e muitas escoriações”.

Enquanto presidente da Junta de Freguesia do Muro Carlos Martins garante que aquele local é muito perigoso e propício a acidentes. “Ali já tiveram lugar vários acidentes de viação. Já solicitei a colocação de semáforos de controlo de velocidade para este troço da estrada nacional”, para evitar que acidentes como este aconteçam.