Dezenas de ciclistas, participaram na prova de resistência que durou três horas, na freguesia de Guidões. Iniciativa estava inserida nas comemorações dos 50 anos do Guidões Futebol Clube.

Nove quilómetros e 600 metros. Este era o perímetro do circuito montado pela Associação Cultural Desportiva de Ciclismo (ACDC) da Trofa para as 3 Horas de Resistência de BTT de Guidões, que se realizou na tarde de sábado. Pela frente, os participantes tiveram que enfrentar um percurso  “bastante duro” com “muita montanha” e também “um bocadinho de estrada” para que os ciclistas possam “descansar um bocado”.

O campeão Nacional, Gonçalo Amado, foi o mais forte, ao conseguir completar o maior número de voltas do circuito ao longo das três horas. Em entrevista ao NT, o vencedor afirmou que esta foi “uma prova excelente”, em que “as três horas de resistência valeram para treinar para a Taça do Mundo, em França, e o Mundial, na Noruega”. “O percurso estava cinco estrelas, estava duro, um bocado de estrada, mas foi bom. São três horas dá sempre para treinar, foi bastante boa”, mencionou.

Já os juniores e os Masters femininos apenas tiveram uma hora de prova. A correr no concelho onde reside, o júnior João Veloso decidiu participar para “ver como se sentia”, sem “nunca imaginar chegar ao pódio”, o que o deixou “contente”. “Achei-a muito dura, uma prova muito bem feita, com corredores muito duros, mas correu bem. Foi muito bom, nunca pensei que corresse muito bem”, afirmou

José Ribeiro, da ACDC Trofa, mostrou-se satisfeito com o número de participantes e destacou que esta foi “a realização de mais uma corrida e mais um projeto que está a ser concretizado”, para “divulgar o ciclismo na Trofa” tal como tinham “prometido”.

Quanto ao valor do prémio, de mil euros a distribuir pelos três classificados de cada escalão, José Ribeiro denotou que foi para “um chamariz” para os atletas.

A próxima iniciativa está agendada já para o dia 6 de setembro e será “uma prova quase inédita na região”, em que os participantes têm “três horas de resistência”, que será “feita no centro há noite”.

Inserida nas comemorações do Guidões Futebol Clube, a prova de resistência foi uma das iniciativas desportivas organizadas. O responsável pela comissão administrativa da associação, Joaquim Ferreira, agradeceu “a todos os participantes, a quem ajudou a fazer esta iniciativa”, que, na sua opinião, “correu bem e ninguém se aleijou, o que interessa no ciclismo para além do convívio”.

No início do mês de setembro, a comissão administrativa vai fazer “uma apresentação público” de um “projeto para os próximos dois anos”, onde vai haver “novidades”.